quinta-feira, 2 de abril de 2009

01x18 - Shapes (A Besta Humana)

Roteiro: Marilyn Osborn
Direção: David Nutter

Resumo: Um jovem é atacado por um animal desconhecido. Seu pai o mata, mas, ao examinar a criatura, percebe se tratar de um índio da região. O Xerife se recusa a permitir uma autópsia no corpo em respeito às tradições indígenas, mas novos ataques e "mais acidentes" acontecem, fazendo Mulder acreditar tratar-se de um lobisomem, como ocorrera durante a 2ª Guerra Mundial quando J. Edgar Roover investigou o primeiro caso de Arquivo X.



Comentários:

[Cleide] Tenho boas lembranças desse episódio, gostei demais de assistí-lo mais uma vez ano passado e esse ano para fazer esse resumo. Lembro-me de ter visto na TV, logo que descobri a série, e ter entrado no clima sombrio e de ter ficado mesmo com medo.
Assistindo hoje, percebo o quanto a criatividade da produção supria a falta de verba para efeitos especiais... se olharmos detalhadamente, percebemos que o efeito do lobisomem é um tanto tosco, mas o jeito que foi filmado, não deixou o episódio perder a qualidade e cair no ridículo, além de ser realmente aterrorizante.

Outra coisa que eu amo em Arquivo X: não é simplesmente aquela história folclórica do lobisomem que se transforma na lua cheia, a lenda indígena do Manitu - espírito que toma a pessoa e a transforma em fera, traz uma credibilidade ao episódio, que a gente quase chega a acreditar que tal coisa é possível. Além da pesquisa de Mulder nos Arquivos antigos, corroborando a lenda local... é fantástico! Não tem um furo sequer!

Quanto aos detalhes...

Me lembro de ter ficado extremamente irritada por achar que a senhorita Scully arrastou uma asa para o tal de Lyle Parker... aff, desde aquela época eu só queria que ela arrastasse a asa total e exclusivamente para o parceiro...

Assistindo hoje eu até me divirto com Scully no primeiro ano tentando ter uma vida normal... com alguma aventura. (mas com um faro pra confusão coitada, acabar trancada no escuro com um lobisomen transformando não é minha idéia de encontro ideal...)
E qual foi a do cara perguntando se Scully nunca tivera sentido arrepios... eu hein, meio íntimo para estranhos não?

Mulder até ficou curioso... acho graça demais nele, observa sempre as reações da parceira...




E Scully quase sempre fica constrangida, quando Mulder lhe lança aquele olhar inquisidor.




Gostei muito da fotografia do episódio, e como eles faziam o Canadá parecer com estados diferentes dos EUA, muito legal! Dá a impressão de ser mesmo uma reserva indígena...
Ah, Scully como sempre acha que Mulder está viajando na maionese quando ele mostra os arquivos X sobre o assunto... apesar de irritante, adoro isso nela!

Quantas imagens lindas dos dois com guarda chuva tivemos durante a série?





Gente, isso não é coisa pra zoar... mas eu não consigo não rir dos índios cantando no funeral... é a coisa mais esquisita que já ouvi!!! Depois dizem que o pobre Mulder é que é estranho...


Outra coisa digna de Arquivo X, um dos detalhes que torna a série um clássico do suspense... a fatalidade do cara transformar em lobisomem e matar sua única família... esse tipo de coisa que revira nosso estômago devido à tamanha dureza da situação, não vejo em outras séries...

Ou, não gostei da Scully na beira da cama desse cara...





E sério, esse índio pode entrar para o hall de pessoas estranhas de Arquivo X!





A sequência da transformação do lobisomem é digna de qualquer filme de terror! Me lembra o quanto eu gostava do clipe de Triller... e toda a cena na casa sem luz, cheia de bichos empalhados, é de tirar o fôlego, mesmo que a gente já tenha assistido, se pega agarrado ao sofá, suando frio...

Bom, no final, a Scully nem fala ou dá o braço a torcer... mas até ela ficou meio ressabiada com a lenda do Manitu...




[/Cleide]

[Fagner] Para quem conhece histórias de lobisomens, mesmo que tenha visto só um filme, não era segredo pra ninguém que agora o atual lobisomem fosse Lyle, o rapaz mordido no início. Eu gostei da explicação, todo esse lance de o espírito de animais encarnarem em pessoas, o manitu passar de um ao outro de acordo com aquela cultura indígena... Bacana.

Bacana também mostrar o choque cultural que a situação causava entre os agentes do FBI e o xerife e o povo local. Scully querendo fazer autópsia e o xerife dizendo que seu povo não permite que violem os corpos dos índios e tal...

Um ponto forte do episódio são as cenas finais onde Lyle transforma-se aos poucos em Lobisomem, muito bem feitas e legais.. Digna de filmes antigos!!! [/Fagner]

[Josi] Eu tenho sempre muita pena de Lyle e do pai dele neste episódio. Eles não parecem que queriam fazer mal aos índios e, realmente, você cometer um erro deste tipo, saber que alguém morreu pelas suas mãos, é horrível. Claro que ele nunca poderia imaginar que a fera que atacava seu filho fosse uma pessoa transformada em monstro... Talvez fosse até melhor que ele soubesse, daí o sentimento de culpa seria menor, afinal, ele estava salvando a vida de seu filho.

Vida esta que já estava condenada a partir do momento que ele foi ferido pela criatura...

Bom, na hora em que o Lyle pergunta se a Scully não tem arrepios, ela e Mulder ficam se olhando.... Adooooro quando eles se olham assim, como se conversassem sem palavras.

Mulder tá todo simpático querendo se entrosar com os índios mas só leva fora, tadinho... rsrss Até que ele, enfim, solta uma de suas teorias e conclusões... e o povo vê que sim, ele não é mais um engomadinho.

Olhem estas duas imagens em sequência...
O que parece que ele ia fazer?
Calma... é o meu chip... rsrs

No final: "onde está a Gwen?" "ela se foi... não estava preparada para o que viu."

Estes dois estão preparados... a escuridão os persegue, às vezes é perseguida por eles... mas os dois sempre vencem de uma forma ou de outra. Estão juntos, não estão? É o que importa, afinal.


[/Josi]

[Ariana] Não sei como alguém consegue viver numa casa com tantos animais empalhados, como a dos Parkers! Acho isso de extremo mau gosto, horrível mesmo!

Que peruca, heim, Lyle? Rsrsrs...






Lyle (para Scully): “Arrepios. Você nunca tem arrepios?” – Uia! Deixou a ruiva desconcertada! Ainda mais com esse olhar do Mulder de “Essa resposta eu quero ouvir! Vamo lá, Scully, fala aqui no meu ouvidinho o que te arrepia...” - KKKKKKKKKKKKKKKKKK...
Bem, agora ele já sabe... ;)

Ei, eu sei fazer uma dessas! Quando criança, eu passava cola na minha mão, esperava secar e quando tirava ficava igual a essa pele escamada aí. E eu ainda podia pintar com canetinha a minha pele de cola. E adorava fazer isso!

Mulder: “Me disseram que meu desodorante, mesmo sendo feminino, seria adequado”. – Já disse o quanto amo o senso de humor “non sense” (nem sei se escreve assim) do querido?

A Scully gostaria que você olhasse assim pra ela. KKKKKKKKKK





Poxa, Scully, cê nem ofereceu a metade do seu guarda-chuva ao querido... não sabe mesmo aproveitar as oportunidades.




Achei bonita essa tradição de dar todos os pertences da pessoa falecida como forma de pesar. Quando eu morrer quero que façam isso, até em relação ao meu corpo, se ainda tiver utilidade, podem doar para experiências científicas. Já que não terá mais serventia mesmo! Se bem que não saberia o que fazer com esse troço.

Já que é assim, podiam aproveitar ele também. É só comprar a cerveja e o churras tá pronto! Rsrsrs...




Mas, definitivamente, não quero ninguém gritando assim no meu funeral! É capaz até que meu corpo saia correndo. Não é por nada, mas eles podiam sofrer em silêncio, não? Rsrsrs...


Esse Lyle é mesmo um mané, o que ele esperava indo à cerimônia fúnebre? Ser recebido com tapinhas nas costas? Tá mais pra cacetada no lombo!



Picadinho de Parker.






Mulder segurando um montinho de pelos. Tipo... “Hmmm... a Scully passou por aqui e deixou um tufo de cabelo no arame”. Mas diz se não poderia ser, ó...



Scully, por falar nisso, tem todo um jeitinho pra contar ao Lyle que seu pai morreu. Chega e já manda: “Seu pai morreu”.



Por acaso só eu tenho mais medo do Ish do que do manitu? *.*

Afff... Scully! Outra oportunidade de agarrar o Mulder no escuro... com medinho... traumatizada após sofrer um ataque de uma fera peluda e... nadica! (Hmmm... essa de fera peluda não pegou bem). :)

Ish: “FBI! Até daqui há uns... oito anos”.
Mulder; “Espero que não”.
O Ish gostou do querido e quer marcar um encontro pra daqui a oito anos? Scully, dá um pláh nele! Rsrs...

Depois de IWTB, nunca mais consegui desassociar a imagem do J. Edgar Hoover ao lado da foto do Bush. Coitado! KKK

Só mais uma coisinha, neste episódio a Scully se deu bem, não lembro de ter visto anteriormente em Arquivo-X essa proporção gente com cabelo tão feio como aqui! É o Jassa mandando ver! E não só o cabelo, aonde arrumaram um povinho tão descuidado pra fazer Shapes? Junta o Ish, o Lyle, o pai do Lyle, o Xerife, a Gwen... vixe!
*meeeeedoooo* [/Ariana]


Quotes:

Ish: Vocês são diferentes, FBI. São mais abertos às crenças dos indígenas do que alguns indígenas. Você até mesmo tem um nome indígena. Fox, quer dizer, Raposa. Você deveria ser "Raposa que Corre" ou "Raposa Ladina".

Mulder: Tudo, menos "Raposa Estranha".







Outras imagens de Shapes:

A lenda do Manitu

Lyle em transformação

Arrepios?

9 comentários:

Ariana disse...

Na verdade, eu nunca achei que a Scully tava dando em cima do Lyle, mas o contrário. Aquela pergunta que ele fez, se ela se arrepia... e o jeito que a olhava, sei não. Mas vai ser feio, oxe!
Também tenho pena dos Parkers.

Josilene disse...

Não me matem... Mas eu acho o Lyle até engraçadinho... o cabelo é que mata! rsrsrs

fanesi disse...

Lembro que no 8° ano da série perguntaram ao CC se haveria um episódio com o Mulder e a Scully retornando a este local conforme falou o índio mas, ele respondeu que não lembrava deste episódio. Pena, teria sido interessante....

Josilene disse...

Engraçado como esse pessoal tem memória fraca... É muita parafina naquela cabeça... rsrs

Mas contando direitinho, eles deveriam voltar lá na nona temp, não?

Elizabeth disse...

Acho a 1a. temp muito legal justamente porque a produção de AX soube contornar com muita imaginação a falta de efeitos especiais. Nesse, como em outros eps dessa temporada, vemos não não o monstro em si, mas o pavor e os estragos que ele causa, o que já é suficiente pra dar todo o clima de suspense. Qdo quiseram mostrar a criatura, como aqueles gatos de Teso dos Bichos, ficou feio...Além disso, a estória do manitu adiciona um pouco de originalidade a um assunto (lobisomem) tão batido já naquela época. Bacana.

janaX disse...

Bom antes de escrever sobre este post tenho que te contar uma história rapidinha Josi,em 2010 já no final eu um dia tava em casa de bobeira quando minha filha mais velha,Lauren, que mora no RS me ligou pra me avisar que o site do Terra tava passando AX e ela tava olhando.Naquela época meu amor tava meio enferrujado pois como eu tava mesmo me desiludindo um pouco com o House tava meio orfã do que olhar,então pensei vou dar uma espiada não custa nada prestigiar,até porque na tv paga não tinha nem um canal reprisando AX,quando comecei a olhar tava passando Miracle Man,ficava uma semana no ar e na seguinte passavam outro ep.Quando comecei a olhar veio tudo ã tona de novo,todo aquele amor adormecido,aquele encantamento que só cresce a cada ep que você olha,aquela nessecidade de olhar mais,saber mais,enfim aquilo que tenho certeza que cada um de vocês que passa aqui pelo blog sente em relação a AX e não consegui mais parar e nem quero,agora que encontrei esse mundo aqui na net sei que não vou mais me perder de AX,que não é uma cisma minha e sim um fato real que é compartilhado por mais pessoas que assim como eu e até mais do que eu viveram e ainda vivem essa magia de AX!Quando o mundo está complicado,chato e preto e branco,eu gosto de vir para cá e me perder nesse mundo AX que me faz bem,me acalma e me faz interagir com outras pessoas que como eu curtem essa série e a amam!Eu sou muito agradecida por tudo isso aqui,a cada um que escreve uma coisinha aqui no blog,por vc Josi que lê tudo com atenção e responde ã cada um de nós com um carinho fraternal fazendo com que a gente se sinta importante,sinta que alguém ai fora nos ouve e que se importa com o que pensamos e com uma história em comum,e principalmente te agradecer por não nos abandonar nunca,não desamparar o blog apesar da vida ai fora ser realmente sucks,é tão legal ver que mais pessoas estão te apoiando e se unindo a vc querendo participar,escrever,comentar,interagir,conversar...enfim estar aqui de alguma forma!Valeu a cada um que passa por aqui,que comenta,que lê,que participa da construção do post,mais principalmente a você Josi que é a nossa heroína,que nunca deixa a peteca cair,que tá sempre na luta pra fazer tudo isso aqui seguir em frente,que é a alma desse blog,valeu muito guria tu é a nossa Scully imortal que não nos abandona nunca,que faz de nós Mulders sonhadores ter o contato com a vida AX!!!Beijão de todos nós membros do blog,simpatizantes ou só curiosos de plantão(falo no nome de todos pois sei que todos concordam comigo,né gente?!)
Adoro Shapes,concordo com tudo que escreveram sobre o ep no post,mais eu gosto do Ish,acho ele tão fofinho,tão amistoso,não sei ele me passa uma coisa boa que não tem muita explicação!Josi eu achei o máximo aquelas imagens dos dois no escuro,que fotografia,e parece até uma cena romantica,sei lá os dois tão pertinho no escuro...dá o que pensar!Eu também acho o Lyle charmoso,sei lá meio desamparado,acho que a Scully gostava de homens assim meio carentes,kkkkkkk!Eles bem que podiam ter feito essa continuacão na nona temporada,mais dai não seria M&S talvez não fosse a mesma coisa!E quanto a falta de memória devida ao excesso do uso de parafina na cabecinha abencoada do Chris Throll concordo em gênero,número e grau amiga!Abracos e até...

Anônimo disse...

Bem como disse a JanaX sempre que tudo fica sem cor venho aqui buscar inspiração.E sim ,Josilene vc é uma guerreira que não desiste nunca, é o carinho de quem escreve o posto ou coloca um comentário que faz a gente se sentir em casa como se conhecesse realmente cada um.

E vamos seguir em frente, mas um pedaço de noss a história lá em AX e mesmo pra quem conheceu depois vai carregra esse tempo com eles.

Xêros..

E como sou um Mulder de saia continuo acreditando em XF3..rsrsrsrsrs

Yanne

Josilene disse...

Como responder a essa fofura toda da Jana? Parece que qq coisa que eu falar fica pouco. Nossa! Obrigada, fia... queria poder corresponder a isso td... wow

bom... vou tentar postar Demons hj, okay?

*abraços fortes em todos vcs que comentam e nos WHOOOA 80 seguidores desse blog*

PS1: sim, os eps da primeira tinham um q de falta de sofisticação, ou melhor 'falta de plastificação', que os fazem ser ma-ra-vi-lho-sos. Sinceramente, eu veria a primeira temp em loop sem cansar...

PS2: Nunca me decepcionei com House. Queria abraçar Shore e dizer q eu o amo. rs

PS3: Yanne... quero ax3... como faz? *chora*

PS4: 80 seguidores! Minha nossa!

PS5 (o último. prometo. kkkk): Adriane! Vou publicar Demons hj (acho), mas se quiser me mandar seu review, eu encaixo no post depois okay? sem problemas... :)

Anônimo disse...

Lobisomens realmente existem. tem até um documentario chamado paranormal witness, que mostra relatos de pessoas que tiveram contato com coisas paranormais, no episodio the cabin(a cabana), mostra o relato de um homem e uma mulher que descobriram um lobisomem perto da casa deles