quarta-feira, 8 de abril de 2009

01x19 - Darkness Falls (Quando a Noite Cai)

Roteiro: Chris Carter
Direção: Joe Napolitano

Resumo: Lenhadores desaparecem de forma misteriosa na Floresta nacional de Olympia, em Washington. Ao investigar a razão do desaparecimento, Mulder e Scully se deparam com insetos que atacam seres humanos e que só podem ser combatidos com luz.



Comentários:

[Starbuck] Gosto muito desse episódio, pois geralmente me simpatizo pelos episódios que eles ficam presos em algum lugar a mercê da natureza. Aprendi algumas coisas: sim, eu não sabia que o lance dos anéis das árvores determinavam sua idade.

A melhor parte é mesmo a tensão à noite na expectativa DOS INSETOS ... Muito bom, adoro ver Mulder e Scully sentindo medo... e vi medo na Scully como poucas vezes tive a singela oportunidade de ver.

Mas, uma coisa que acho engraçada é o chilique da Scully por causa dos insetos. Ela grita: "tira-os de mim, Mulder...tira-os de mim" e ele fica tentando segurá-la antes que ela destrua todo o local, pois o narigudo já sabia que os insetos estavam neles, mas não havia a escuridão para eles virem em forma de pelotão e devorá-los rs rs...

Uma parte bonitinha acontece quando, depois do chilique da moça, eles sentam juntinhos na cama (como sempre) e ele pergunta a ela como ela está se sentindo... daí ela fala um "I'm ok..." toda sem graça... então eles falam sobre as possibilidades... e o bom é que o Mulder sempre tenta encontrar uma saída, acalmando-a, e ela até dá um sorriso.
[/Starbuck]

[Ariana]
Agora eu sei o que aconteceu com os Homens desse mundo!





Mas eu quero é esse… KKKK






Scully: “Mas o que estou procurando?”
Mulder: “Qualquer coisa estranha, inexplicável, improvável... namorado?” – Fio, ela já achou um namorado. Está olhando pra ele, mas não tá na foto. ;)

Adoro a cara da Scully quando o guarda-florestal lhe responde como chegarão até o acampamento... à pé! KKKKKKKK... Ainda bem que deixou o salto em casa, né, fia?



Segunda presepada do dia. Isso que dá ser a menor do grupo e mulher. Gente, na verdade, a Scully não fez essa cara devido ao susto por causa do cadáver humano no casulo. É uma expressão de asco diante de unhas tão nojentas e sujas. Tipo, “Ô moço, uma manicure ia bem, viu?”

Tadinho do Mulder, alguém dê uma camisa pra ele, ó a situação dessa gola! Aberta feito uma flor! É, o FBI ta pagando mal, né, querido?



Não! Alguém pode me dizer o que é a Scully com uma camisa de operário da construção civil em que cabem duas dela? E se isso não bastasse, ela acha que não tá “bunita” o suficiente e me coloca um coletinho por cima, pra ficar mais melhor de bom!

Ai, Mulder, vem dar umas marteladas aqui em casa... rsrsrsrs...





*medão dessa Scully chiliquenta*






Mulder: “Como está se sentindo?”
Scully: “Estou bem” – Bem envergonhada, né, fia? Rsrsrs...

Eu amo esta cena em que os dois conversam apoiados um no outro, tão aconchegadinhos... Há um momento em que a gente chega a ter a sensação de que ela vai encostar a cabeça no ombro dele...


Embora não tenha qualquer semelhança com o Fofão (ainda bem), me digam se o Mulder não veio da Fofolândia? Não obstante estejam na mesma situação desesperadora, ainda assim ele se preocupa em saber se ela está bem, em confortá-la, dizendo que acharão uma saída. Não sei como o guarda-florestal não se sentiu sobrando ali... rsrsrs... Aliás, eles sempre fazem isso, não importa quem esteja por perto, eles ignoram completamente com essas conversas sussurrantes de pé de ouvido. E eu amo isso!

Outra cena que adoro é quando o gerador pára, a luz extingue e eles se levantam, viram-se um para o outro e ficam a se olhar, ali, no escuro, quando percebem a luz do sol entrando pela janela...

Fico só imaginando o que será que passou pela cabeça deles neste momento. Querem saber o que passa na minha cabeça? Tipo assim... “Scully te prepara, que já que vamo morrer, é agora que vou te dar uma catracada!” KKKKKKKKKKK

Tá, é maldade, mas esse Steve teve o que mereceu! Pronto, falei! O cara é um mau caráter, um meliante imaturo, que corta árvores centenárias, destruindo, não só o ecossistema, mas o registro dos fatores climáticos do planeta, arquivados nos anéis de cada árvore.

Em homenagem às árvores, um trecho de uma poesia do Arnaldo Antunes, "As Árvores":

“As árvores são fáceis de achar.
Ficam plantadas no chão. [...]
Crescem pra cima, como as pessoas.
Mas nunca se deitam.
O céu aceitam.
Crescem como as pessoas, mas não são soltas nos passos.
São maiores mas ocupam menos espaço.”



Eita, a Scully tava mesmo querendo ir embora, nem esperou o cara convidar e já foi entrando no carro, foi só abrir a porta. Quando viram, ela já tava lá, sentadinha.



A primeira de uma série de culpas que o Mulder irá carregar em relação à Scully. É, vai se acostumando com essa sensação.




Não é por nada não, mas esses insetos só sentem medo da luz elétrica? É que eu sempre me pego pensando se eles não poderiam acender uma fogueira. [/Ariana]



[Josi]
Mulder: "Será um passeio agradável pela floresta, Scully"





Que chato, heim, Scully? rsrsrs Olha a cara dela de estar achando muito ruim ir pro meio do mato com ele...




Qual era o contexto aqui mesmo? rsrsrs
Ei, e cadê a Cleide pra falar do figurino da Scully aqui? Azul, vermelho e verde! Era uma escola de samba? rsrsrs



Bom, Mulder foi cavalheiro e levou a bagagem dela... coisa rara. rsrs

Eu morria e não sabia que o núcleo de uma árvore era morto... Isso dos anéis eu também aprendi com AX, mas no livrinho, que eu li antes de ver o episódio, obviamente... Aliás, a novelização deste episódio é ótima também! ;)

A Kaline que deve gostar desse episódio... por causa da história do desmatamento ilegal, do pessoal que faz campanha para acabar com isso... Mas, realmente, é um absurdo como as matas continuam sendo dizimadas de forma massissa e sem controle e mais absurdo ainda como as autoridades não se importam.

Ô homem pra gostar de pegar nessas melecas... e olha que é cheio de frescuras, imagina se não fosse?




Não sei lidar com a Scully tendo um ataque... não condiz...

Aqui eles estão sentados o mais próximo que a física permite... Nem uma poeira passa por ali. Amo!




O final, com os dois no hospital de quarentena, é muito surreal... Parece que eles foram transportados pra outro mundo... [/Josi]

[Cleide] Esse episódio pra mim marcou época, um dos meus favoritos da série toda! Foi quando assisti "Quando a noite cai" que tive a clara noção que nunca mais pararia de assistir Arquivo X! É apavorante, interessante e surpreendente... como vamos aprendendo que a série é. Como alguém poderia inventar uma história dessas, que parecesse tão lógica e plausível, com o uso de conceitos da ciência que nos dá tanto senso de que aquilo realmente poderia acontecer? Até então, nenhum programa de televisão ousara...

Logo no teaser, dado às luzes no céu e os rostos iluminados e apavorados das vítimas, a gente chega até a acreditar que será uma história de abdução... mas dessa vez o fenômeno era terrestre mesmo, e tão materialmente sustentável, que Scully sequer chegou a duvidar.

Eu gosto muito da reviravolta que a história dá em vários sentidos, especialmente pela displicência que Mulder tratava o caso que quase acaba lhes custando a vida, "vai ser um final de semana legal na floresta" e a inocência com que Scully aceita... em Arquivo X, nada é o que parece, e fenômenos aparentemente inofensivos, podem ser mortais. Acho que uma das missões da primeira temporada era ensinar a Mulder e Scully e a nós essa verdade! Posteriormente, sabemos que Scully seguiria Mulder até o inferno, até outros mundos se fosse necessário, mas com a real medida do risco que corria...

A lição ecológica da história também é bacana, porque não faz uma pregação moralista, ou aponta certos ou errados... os ecoterroristas quase colocam tudo a perder várias vezes, os madeireiros causam a confusão e sofrem na pele a consequência e o guarda fica no meio do fogo cruzado, assim como Mulder e Scully... mas a realidade é que todos estão submetidos às consequências do abuso de alguns.

A essa altura do campeonato, todo mundo já sabia que Scully é uma mulher com coragem acima da média, por isso, quando vemos que ela tem essa reação ao conteúdo do casulo, pensamos... "é, realmente pegaram pesado dessa vez!" Fico imaginando o pavor de uma pessoa em pensar que poderia lhe ocorrer isso... e a pergunta que fica na cabeça: "que tipo de inseto carregaria um homem para um galho naquela altura?"

Um parênteses para comentar o figurino de Scully no episódio (a pedidos!).

Primeiro, as cores um tanto quanto heterodoxas do casaco de frio da Scully.
Se eu disser à vocês que o que achei pior foi o volume de roupas, combinado com a legging e a bota, que deixou a moça parecendo um ursinho gummy, vocês me entendem? Ah, já que estamos comentando essas coisas, só eu reparei no tamanho dos pés de David Duchovny??? Reparem na cena que ele chega na floresta... falo nada!

Ah, e se o estilista estava drogado (como sempre) o que acontecia com o cabeleireiro?




Eu adoro nesse episódio, o clima angustiante que criam, uma vez descoberto o "vilão" da história, e a única defesa, a luz, toda hora a gente tem a impressão que "dessa noite Mulder e Scully não passam, e esse guardinha ainda vai de lambuja!"

Outra coisa que gosto, outra virada... Mulder confia no ecoterrorista, todo mundo fica louco de raiva dele! Aí a gente pensa: "putz, que cara mais ingênuo!" Mas no final das contas foi isso que os salvou! Adoro o jeito que Arquivo X nos ensina que nunca conhecemos profundamente o coração humano.

Tadinho do Mulder no "cantinho do castigo"... até ele começou a achar que tinha feito besteira. Adoro a fé que ele tem: "vamos pensar em algo!"



Mais um parênteses para elogiar o estilista... cara, esse episódio só perde para Jersey's Devil... E essa combinação de gola olímpica, camisa jeans e colete acolchoado?


E um parabéns para o cabeleireiro... Que franja é essa, Scully?





Agora, minha sequência preferida do episódio foi essa de depois do chilique da Scully, eles ficam lá sentados, pensando o que será deles, se vão ser entregues a uma morte besta, comidos por insetos fluorecentes minúsculos que nem foram eles que libertaram? Morrerem tão jovens, sem ter feito nada ainda???

Aff! Isso deixa qualquer neguinho doido!!! E a gente assistindo pensando... "uai, será que essa série troca de protagonistas? Porque esses dois aí estão perdidos!" Depois a luz começa a falhar e a gente tem certeza que Mulder e Scully se lascaram... viraram janta de inseto... a primeira vez que vi estava sentada, e nessas horas já tinha ficado em pé, tava roendo unha, suando frio... a luz apaga... aí você pensa: já era!

E o sol nasce! Legal demais! Eu até arrepiei, arrepiava contando para meus amigos...




Aí vem aquela parte que Mulder tinha falado, de pensar em uma coisa, porque a danada da casa tinha que estar em um lugar que caminhando não dava pra chegar na estrada antes de anoitecer... Digno de filme de terror esse plot! Dá um alívio quando a gente vê o jipe...

Agora, o que eu não esperava mesmo! Era que eles ainda fossem cair na armadilha do cara e ficarem sujeitos aos insetos... outra coisa que a gente aprende sobre Arquivo X logo na primeira temporada: os heróis não estão isentos do perigo, o que torna a série mais impressionante!

Me digam, o que vocês sentiram quando viram essa cena?
Eu pensei: Caramba! Tiveram coragem de matar os protagonistas!!!!!



E finalmente, o diálogo final de Mulder e o infectologista... "e se isso não funcionar?" - "Não existe essa opção senhor Mulder." Credo!!!! A gente imagina o mundo sendo dominado por insetinhos verdes...

E a fala que deixa a gente com coração na mão: "E eu disse à ela que seria só um fim de semana bacana na floresta!". Se isso te consola, Mulder, ela teria ido mesmo se soubesse exatamente tudo que aconteceria e o risco que corria! [/Cleide]

Quotes:

Scully: Rapazes, vejam isso. Estão vindo através da parede, por onde está escuro, estão vendo?




Scully: Estão em mim!
Mulder: Está tudo bem, Scully.
Mulder: Scully!
Scully: Tire estes insetos de mim! Tire estes insetos de mim!


Mulder: Não se mova! Pare com isso, pare!
Scully: Você os está vendo? Tire estes insetos de mim!
Mulder: Eles não estão apenas em você. Estão em todo lugar. Acho que isso é o que aquele resíduo gorduroso é.
Scully: Era para estarmos seguros perto da luz!
Mulder: Estamos! Acho que a luz os impede de voar em enxames. Estamos seguros contanto que fiquemos na luz.

...

Mulder: Como está se sentindo?
Scully: Estou bem. São enzimas oxidantes. Iguais a vaga-lumes. Talvez seja por isso que envolvem a presa. Para oxidar as proteínas tiradas dos fluídos do corpo.

Scully: E se o gerador parar de funcionar? Enxames deles entrarão aqui e drenarão nossa vida?
Mulder: Temos uma hora e meia até o amanhecer.
Scully: E depois? Leva mais de um dia para sair daqui a pé. Não chegaremos antes do anoitecer.

Mulder: Talvez alguém tenha ouvido nossa transmissão.
Scully: Você enviou aquela chamada há horas. Quer dizer, a ajuda já teria chegado.
Mulder: Bem, não ainda o Spinney. Ele me deu a palavra que voltaria para nos pegar.

Scully: E se ele não voltar?
Mulder: Pensaremos em alguma coisa.





Outras Imagens de Darkness Falls:

A prova do desmatamento ilegal de árvores centenárias

A descoberta dos insetinhos verdes

Mulder: "E eu disse a ela que seria apenas um passeio legal pela floresta..."

12 comentários:

Kaline Vieira disse...

Darkness Falls...

AMO AMO AMO!! Um dos melhores episódios da primeira temporada.

Antes de tudo, eu ADORO o chilique de Scully! É inesquecível. É engraçado. É angustiante. E é muito fofinho Mulder tentando acalmá-la!

sim... eu AMO o fato de abordarem o irracional e nojento desmatamento de árvores centenárias... aff... toda vez que eu vejo esse epi fico com o sangue fervendo nessas horas.

Quando eu vi o epi pela primeira vez eu sabia que eles não morreriam ali, mas bateu o medo. Sabe aquele medo irracional, vc sabe que nada vai acontecer mas msm assim fica desesperada? pronto, foi o que aconteceu... que aperreiooo! esse epi é muito angustiante e é brilhante!

Mulder agoniado com medo de ter feito merda. Todo mundo vendo a hora morrer ali. Eles presos no carro, ah como eu gritei!! Que cara safadoooo!!!!! argh.

Own meninas, essa frase final é de deixar o coração na mão sim. Dá uma coisa no peito, aff...

E as roupas de Scully... QUE MANIA DE USAR ROUPA DE FLANELA 2x MAIOR QUE VOCÊ JUSTAMENTE QUANDO VAI PARA ALGUM LUGAR COM SEU PARCEIRO LINDO E MARAVILHOSO!!!
O que essa ruiva tem na cabeça, hein? aff...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Josilene disse...

"Sabe aquele medo irracional, vc sabe que nada vai acontecer mas msm assim fica desesperada?" - by ka.

Own... lembrei deles em "How The Ghosts Stole Christmas":

Mulder: Me diga que vc não está com medo, Scully...
Scully: Td bem! Eu estou com medo! Mas é um medo irracional!

kkkkkkkkkkkkkkkk Adoooooooro!!!!

clarisse disse...

Para mim está na lista de melhores episódios.

Olho no Lance! disse...

Muito bom o episódio, e esse blog é um dos mais completos em relação a conteúdo. Dá um cacete um muitos sites que se dizem próprios pra "Arquivo X"
aliás, preciso perguntar, conhecem algum site em que eu possa baixar os episódios da segunda temporada?

Fabrício Meira.
fabricio.meira@live.it

Josilene disse...

olá Fabrício! Obrigada! *.*

Qto aos downloads... não sei... nesses tempos tá complicado achar um site com links ativos, ainda mais pra episódios antigos. Hoje em dia eu procuro mesmo pelo google e saiu catando até achar um link ativo. :(

Foi mal não poder ajudar. Espero que vc ache.

Beijos!

Elizabeth disse...

O chilique da Scully uma das coisas mais legais desse ep justamente por ser tão incomum na série. Tb acho esse um dos melhores eps da 1a temp., pois o roteiro capricha no clima de medo que aqueles monstros minúsculos causam nos dois agentes. Anos atrás li que nesse ep havia a aparição de um ovni. Claro que não é, a cena é rápida, mas dá pra ver que é um, sei lá, avião passando bem rápido, talvez um descuido da produção na captação da imagem. Seria um prato deliciosamente cheio se fosse um ovni mesmo.

janaX disse...

TTTTTAAAAAMMMMMBBBBBÉÉÉMMMM AAAAMMMOOO EEEEESSSSSEEEEE EEEPPPP!!!!!Cara eu acho esse ep show de bola em tudo,roteiro,direcão,fotografia,atuacão,e, não me matem...até figurino!Gente eu amo muito nas primeiras temporadas essa displicencia nas roupas dos personagens,é muito anos 90,era a base do guarda roupa daquela época tanto nas roupas casuais quanto nas de ocasiões de trabalho ou festa!Gente todo mundo tinha aquelas parkcas(acho que é assim que se escreve)coloridas,eu custei um pouco ã comprar a minha e me sentia um peixe fora d'agua por não ter!Mais lendo a parte dos comentários de moda me mato de dar risada pois são bons d+!Eu também tenho a novelizacão desse ep e adorei o livro!!!Mais eu não poderia deixar de falar um pouco sobre a cena pós chilique da Scully,é Tão fofa,tão natural(como só nas primeiras temporadas podemos ver,porque nessa época não era pra se assim eles nem cogitavam qualquer envolvimento dos protagonistas só que a química tão elogiada de GA e DD já aflorava a olhos vistos e saltava fora da tela,eu sempre acho que eles estavam encantados um pelo outro nessa época mais isso é só uma opinião pessoal)que na primeira vez que assisti achei que eles iam se declarar um ao outro,que ia rolar um beijão,e que depois eles iam morre r e sei lá o que ia acontecer mais na série!!!Quando a luz termina pensei f* eles vão se beijar e depois vão ser comidos pelos bichos KKKKKKKKK!!!!E no final eu achei que eles realmente tinham morrido,quando eles aparecem naquele hospital de quarentena me deu um alívio...só em AX que a gente fica nessa com o coracão na mão e no fim eles sofrem com os próprios casos sentindo tudo na própria pele!Também fiquei com peninha dele quando ele diz que tinha dito pra ela que seria divertido na floresta(sabe lá o que ele tava pretendendo kkkkk) e borrei as calcas pensando se as queimadas controladas não colocassem fim nos bichinhos verdes o que seria da humanidade!!!Esse é um ep que nunca me canso de olhar pois o adoro do início ao fim!Um abraco e até a próxima Josita!Até...

Josilene disse...

Elizabeth! Nunca tinha ouvido falar dessa do OVNI! kkkkkkkkkk Em que cena mais ou menos que aparece esse tal avião?

Jana! Vc achava mesmo que iam matar os dois??? kkkkkkkkk Quase caí da cadeira aqui lendo "daí eles se beijam e depois morrem" o___O hauhauhauahuahau Imagina? O bom é que eu vi esses eps todos depois que já sabia que eles estavam bem vivos lá na quarta ou quinta temp. rs

Tb amo esse ep demais... tipo.. td nele é perfeito. Até as roupas que hj a gente acha esquisitas! kkkkkkk

Beijos, meninas!

Elizabeth disse...

Oi, Josilene! Qdo chegar aos 26 min de duração do ep, preste atenção numa cena em que a imagem da lâmpada acesa se funde à do pôr do sol: passa um treco preto voando bem rápido, atravessando o pôr do sol. Divertido é especular se é um pássaro, um avião ou... o superman rsrs. Veja vc mesma e conte-nos what the hell é aquilo.

Josilene disse...

kkkkkkkkkkkkkkk assim que eu fizer esse teste, eu posto aqui se deu pra ver a tal coisa. rs Tks, Elizabeth!

Júlia disse...

Em Darkness Falls é impossível tirar os olhos da tv. O episódio te prende do início ao fim!
Lembro de ter lido o livro também e indicado para vários amigos que até começaram a ver AX :)

Confesso que super entendo o chilique da Scully... só de pensar naqueles insetos 'me comendo viva' já fico arrepiada.

XFILES disse...

Júlia! Acho que esta é a melhor novelização que eu li. Muito boa mesmo! E eu tb totalmente entendo a Scully. Aquela coisa é aterrorizante mesmo rs

Beijos!

Josi.