terça-feira, 22 de novembro de 2011

04x07 - Musings of a Cigarette Smoking Man (Meditações sobre um canceroso)

Direção: James Wong
Roteiro: Glen Morgan & James Wong

Resumo: Frohike contata Mulder e Scully dizendo saber da história de vida do Canceroso. Enquanto isso, escutando tudo bem de perto, está o próprio Canceroso que passa a relembrar do passado.



Comentários:

[Josi] Só Arquivo X para ter um episódio sem nenhum dos protagonistas e ainda é tão bom que dá vontade de ver de novo logo quando acaba...

O episódio já começa mostrando quem manda, colocando o Cança numa posição de saber de tudo o que acontece no mundo dos pistoleiros e, muito possivelmente, de Mulder e Scully. Sim, raramente algo lhe passaria despercebido e claro que qualquer equipamento que sai no mercado passa antes pelo crivo do governo, caro Frohike.

O pai de nosso vilão era um comunista que foi assassinado pelo governo. A mãe morreu de câncer de pulmão. Que força absurda levou esse garoto a se aliar às duas coisas que destruiu seus pais?

"Não fazia amigos. Passava o tempo inteiro lendo, sozinho." - Essa linha me lembrou Mozzie de White Collar. E isso me faz pensar como não é tão somente o ambiente que faz o homem... sei que estamos falando apenas de personagens fictícios, mas eu gosto de crer que as pessoas são realmente ricas assim. Se não fossem, você não veria pessoas boas e más vindo de diferentes vidas, não importando os lugares onde nasceram, suas classes sociais, gêneros, orientações sexuais ou religiões. (Sei também que Mozzie não é exatamente santo, mas ele é uma fofura, né?)

Canceroso: "Eu prefiro ler o pior livro já publicado do que ver o melhor filme que já foi exibido" - Ele tem uma certa razão... livros são umas das poucas coisas que tem o mínimo de manipulação... Eu digo o mínimo porque editoras são o ó e se você ler traduzido, pode esperar muita diferença com o original...

Ei... mas o Cança não tinha amigos e Mulder-pai achou de ser o único? Algumas pessoas nascem azaradas. Oremos.

Carinha de orgulho do papai? Ele já sabia aqui, gente? Não lembro...


"Minha única falta era ser jovem demais para não ligar a cadeira elétrica eu mesmo" - Cança sobre a execução de seu pai. Você duvida que ele estava sendo sincero?

É interessante como eles jogam na nossa cara que o menino só pode ser filho do Cança mesmo... é uma família de "homens extraordinários"... Ahhh não acho papai-Mulder extraordinário como Mulder...

E o Lee escolhe a "Rootbeer". É destino? (Como resistir à piadinha infame? :D) Seria, né? Mas não tinha mais (oohhhhhhhhhhhh!) e ele acaba escolhendo Coca.


O fato é que assim o CSM Spender, nosso Canceroso, inicia sua carreira de manipulação, mentiras e assassinatos... de uma forma (vamos assumir) fabulosa! Ele não apenas mata o presidente dos Estados Unidos da América, um dos mais carismáticos ever, como ainda arruma um bode expiatório para levar a culpa por ele. E então, o primeiro cigarro é fumado... Se ele o faz para aliviar a tensão, eu não me admiro que sejam tantos fumados por dia.

ooooooooooooooooown... tive peninha dele quando o cara falou em comunismo... Sabe quando aquele seu ídolo maravilhoso faz besteira? "Ai! Por que você teve que fazer isso? *facepalm*" E o pior para o Cança é que ele não tem apenas que lidar com os haters como nós fazemos. Ele tem que dar um jeito na situação. E para ele, isso significa... morte.

Parênteses: Eles mencionam um tal de Carmichael na reunião... own... o codinome de Chuck, fofo! *.*

Ele mantém a foto da amante e de seu filho... como não se emocionar?


Gente! Maldade pura essa carta da editora! Primeira frase? "Meu conselho? Queime isso!" - o.O - E só piora. Mas não me surpreende que um homem como ele não seja capaz de construir um personagem crível. Não apenas pelo fato dele ter pouquíssimas ligações com outros seres humanos (pois eu realmente acredito na capacidade da imaginação humana, principalmente em alguém que gostava tanto de ler), mas porque para a vida que ele escolheu, entender a natureza humana seria algo fatal, já que para executar suas ações ele tem que manter uma certa distância emocional.

O Oscar é manipulado... Mas quem não sabe disso? :P

Esse também acreditava em sacrifícios, mas lutava para dar a outros uma segunda chance. Essa é a sua diferença com relação ao Canceroso.



Não quero parar agora mesmo para analisar o comportamento ambíguo do Canceroso ou do Garganta Profunda. Mas seria uma discussão legal. Se sintam livres para fazê-lo, ok? E compartilhem com a classe. :)

Mas, gente... eles decidem quem matará a entidade alienígena no cara ou coroa! Coisas como essa me lembram o porquê de Arquivo X ser a melhor série de todos os tempos!

E ao testemunhar o assassinato da criatura, o Canceroso, sensível (lide com isso!), volta a fumar.

Pequena dúvida: desligar os aparelhos não resultaria no mesmo? Precisa atirar e fazer toda aquela bagunça? Melhore, Garganta! :P

Persistência, teu nome é CSM Spender. Ele tentava sempre com o mesmo livro!!! Claro que ele devia mudar drasticamente alguns detalhes, né? De qualquer modo... imagina a alegria da criatura quando essa cartinha tão diferente da outra chegou? E, claro, que a vida, troll como é, passou a perna nele de novo.

Não vou mentir: tive peninha. Ele ia se demitir para ser escritor... e ainda ia parar com os cigarros. A pergunta que não quer calar: será que ele desistiu aí?



A metáfora comparando a vida com a caixa de chocolates é digna de House. Fato.





E ele cotando a SI MESMO no final, gente? "Eu posso te matar quando quiser, mas não hoje." AMO!

Este é, para mim, um dos melhores episódios de Arquivo X, dotado de tamanha beleza e poesia, que nem os protagonistas fazem falta. A riqueza da personalidade do vilão, da história dele, os discursos que ouvimos, a História em si passando pela nossa frente, não apenas ela, mas o que poderia ser os bastidores dela, como ela é construída de verdade, faz deste um episódio fascinante e digno de ser visto várias e várias vezes. [/Josi]

[Dany] Gosto muito deste episódio... A idéia de que o Canceroso é o responsável tragédias políticas dos EUA é bem interessante!

Este episódio tem umas cenas que eu acho bem engraçadas:

O "sorrisinho" do Canceroso ao ouvir o 1º encontro de Scully e Mulder no porão...





A cena das gravatas iguais... Com certeza ele não é muito bom em dar presentes.KKKKKKKK

Quase que o Canceroso bate no jornaleiro!






[/Dany]

[Starbuck] É um episódio perfeito, depois dele, espero que o Oliver Stone não invente mais um novo filme sobre o assassinato de JFK... a verdade foi revelada... e por incrível que pareça, não está no krycek-tudo-de-bom...

Adoro essa parte: Cança assiste a TV enquanto Kennedy fala os versos de uma poesia de Ésquilo... o Cança também balbucia os mesmos versos ditos por um Kennedy entristecido...

"Mesmo durante o sono, a dor que não consegue esquecer vai caindo, gota a gota, sobre o coração, até que, do nosso solitário desespero contra a vontade de Deus, surge a sabedoria, através da avassaladora graça de Deus."

Hitler também tinha um gosto refinado por artes, amava alguns seres vivos (os cães, especialmente),tinha um grande poder nas mãos, mas era um pintor medíocre e não conseguia lidar com o fato de que não podia mudar tal situação. Assim, sempre seria um artista medíocre, mesmo com todo seu poder e sua capacidade de manipulação. Qualquer semelhança com nosso demônio X não é mera coincidência. [/Starbuck]

Quotes:

Canceroso: Quantos fatos históricos só nós dois testemunhamos juntos? Quantas vezes nós fizemos ou mudamos a história? E nossos nomes nunca puderam aparecer em nenhum livro ou registro. Nunca farão um monumento com nossa imagem. E, mesmo assim, mais uma vez, nesta noite, o curso da história humana será decidido por dois homens desconhecidos que se escondem nas sombras.

...

Canceroso: A vida é como uma caixa de chocolates. Um presente barato, irrefletido e superficial pelo qual ninguém pediu. Não se pode devolver porque o que se recebe de volta é outra caixa de chocolates. Então, você se vê preso à essa porcaria indefinida de doces, que você devora sem pensar, quando não há mais nada para comer. É claro que de vez em quando aparece um recheado com pasta de amendoim ou um toffee inglês, mas eles acabam logo, e o gosto é fugaz. Você termina com nada mais do que pedaços quebrados de chocolates com nozes, que quebraram seus dentes, e se você estiver suficientemente desesperado para comê-los, tudo que lhe restará é uma caixa vazia cheia de inúteis papéis de embrulho.

Outras Imagens de Musings of a Cigarette Smoking Man:

"Nada parece errado àqueles que vencem."

Ainda jovem e feliz ao terminar seu primeiro romance

Ele ia parar de fumar? *morta*

As gravatas dos Warblers!!! (até aqui tem o dedo do Cança??) *duplamente morta*

Uma risada genuína... (pode usar a frase feita "os brutos também amam"? Não? Poxa...)

9 comentários:

Nayara disse...

A Josi questiona meu amor por AX pq eu digo que não gosto desse episódio....rs. De fato, eu não gosto, mas depois de ler essa resenha, me deu vontade de pegar o box e assistir AGORA. Sério. A resenha tá ótima: objetiva, sem ser superficial, empolgante, atraente, muito bem escrita. Esse blog é top. Fato. Que bom que ele dá pausas, mas sempre volta.

Bj!

janaX disse...

Joooosiiiii!!!!!
Bem vinda vc e seus colaboradores de volta ao mundinho AX!!!Amo esse episódio e a maneira escolhida por AX de contar a hist,oria do nosso Canceroso unindo-a a pr,opria história dos EUA, sem dúvida só gênios conseguem.Sabe depois desse episódio passei a odiar o Canceiroso de uma forma respeitosa,ele afinal não é só o vilão da história e sim um vilão com história também!Só em AX podemos ver essas sacadas geniais,um vilão tão complexo quanto os mocinhos da história!Por isso que amo essa série e afirmo que até hoje não conseguiram fazer nada quese compare e muito menos que a supere!Depois da pausa voces vieram tinindo!!!O post está maravilhoso e eu não esperava de outro jeito!!!Que bom que voltaram!!!Até...

Anônimo disse...

Muito bom ver um post novo..ter Josi de volta não tem preço.
Não gosto muito do epi,mas aqui qualquer coisa vira um clássico, um texto que faz a gente correr para rever e descobrir porque não gostava. E assim que venham muito mais.

bjs!

Yanne

Tássia disse...

Nossa, a resenha ficou fantástica! Me deu uma vontade louca de assistir esse episódio, que por sinal é mesmo maravilhoso! Ahhh, tava com saudade de ver o blog atualizado!*-*

Minha Terra disse...

Tenho que me redimir, fazia um tempo que não passava por aqui e também faz tempo que não comento os episódios lá na comunidade, mas vou mudar isto, pois adoro o blog, assim como a comunidade. Eu gosto deste episódio, é esclarecedor, conta um pouco da vida do fumante e do pai do Mulder, suposto pai, né... creio que nesta época o pai dele não sabia que o Mulder era filho do fumante, ele mostra a foto para o "amigo", orgulhoso do filho...
- Um outro fato que me chamou atenção foi a troca do ator, gostava mais do fumante moço com o outro ator, este, mais tarde veio a fazer o papel do filho dele. Até porque os olhos verdes dele combinavam mais com os olhos do Mulder....já que na realidade ele era o pai, enfim....

Josilene disse...

Nayara! kkkkkkk Questiono não! Gosto é gosto! Mas eu acho esse episódio extremamente poético!

O pessoal de AX era muito corajoso naquela época... por fazer eps assim, sem mostrar os protagonistas! Há mais de um ep assim e são quase todos brilhantes! House faz algo parecido dando episódios especiais para outrs personagens, mas Hugh sempre aparece um pouco neles. rsrs

Cristiana... mas.... os olhos do Cança são verdes? Fui catar fotos dele e o cara parece ter olhos azulados: http://chrisnu.com/s4/gal/musings/Screenshot066.jpg E o ator que faz o Jeff Spender não tem nao! kkkkkkkk ok, né? de certo o outro não era assim tão bom ator. Acho que essa é uma das coisas malucas que temos que perdoar na série. rsrs

Meninas... obrigadas pelos comentários! Vcs que são maravilhosas e fofas conosco que escrevemos essas maluquices nesse blog. ;-)

Beijos!

RONALDO disse...

tenho varios episodios em VHS
este e meu favorito adoro o canceroso,o kra e muito articulado em tudo que faz,sempre esta um passo a frente,os episodios mais interessantes da conspiraçao contra o povo americano,ou seja o " acordo com os alienigenas",para a invasao muito legal.

edsonjnovaes disse...

http://edsonjnovaes.wordpress.com/2010/12/29/algumas-frases-desses-dias/

Josilene disse...

*respondendo quase 6 meses depois... /o\*
Ronaldo... vc ainda tem aparelho que passe vhs??? Que legal!
Esse episódio do Cança é mesmo muito 10! A forma como eles mostram o papel dele na conspiração... bom demais!