terça-feira, 18 de novembro de 2008

01x03 - Conduit (Elo de Ligação)

Escritores: Alex Gansa e Howard Gordon
Diretor: Daniel Sackhein
Estréia: 01/10/1993


Resumo: Duas histórias acontecem paralelamente nesse episódio. Uma é a investigação de Mulder e Scully em Iowa, sobre o rapto de uma adolescente, possivelmente por alienígenas. A outra é a identificação de Fox com o caso, com sua história pessoal e busca incessante por sua irmã desaparecida: Samantha. Durante a investigação, os agentes se deparam com algo sem explicação: O irmão da vítima tem uma espécie de ligação com o acontecimento, pois consegue, através de mensagens subliminares enviadas pela televisão, acessar as mais diversas fontes enviadas pelos satélites, inclusive assuntos de segurança nacional, e Mulder realmente acredita que ele pode ser a chave, o elo para desvendar o caso. A mãe dos dois jovens, por ter sido envolvida no passado com contatos imediatos no mesmo local onde a moça desapareceu, sofre descrédito das autoridades locais. No final, a adolescente é devolvida, e a mãe, para proteger a filha de passar situação semelhante de ridicularização como a sua, proíbe Mulder e Scully de pegarem o depoimento da moça. O episódio termina com Scully ouvindo a regressão de Mulder sobre a abdução Samantha, e Mulder termina sozinho, em uma igreja, chorando com a foto de sua irmã. É a primeira aparição da frase "Eu quero acreditar".



Comentários:

[Ariana]
Mulder (para Scully): "Então, não concordamos, não é a primeria vez, não será a última". Não mesmo!

(Sobre o lago Okobogee)
Scully: "Deveria significar alguma coisa pra mim?"
Mulder: "Se soubesse alguma coisa sobre pescaria de truta! Ou locais quentes de OVNIs"

Scully (Dando uma "olhada" pro bocó do Mulder, que nem viu): "Defina locais quentes". - Uiiiiiiiiiii... essa merecia uma resposta! É como digo, Scully é sapequinha!

Não é de dar um aperto no coração?






Definitivamente as crianças de Arquivo-X me dão mais medo do que qualquer monstro! O garoto que retornaria como o "capeta em forma de guri" em Calusari. *medo*


M: "Acho que acordo meio descabelado..." Imagina agora, com o cabelo maior.





É, Scully, além de um péssimo cabeleireiro, tinha um péssimo figurinista também. O que é aquela combinação de roxo e verde e depois xadrez????

Scully, aliás, passa este episódio inteiro com cara de jaca, dá pra sentir o desconforto e preocupação que sente pelo narigudo todo o episódio, inclusive pela forma como agia.

É muito triste a cena do carro, o Mulder contando à Scully sobre o ritual de sempre entrar no quarto de olhos fechados, com a esperança de, ao abri-los, ver sua irmã lá dentro, como se nada tivesse acontecido.

Na verdade, fazia muito tempo que não via este episódio, desde os tempos de maratona pré-Arquivo X-2 (velhos tempos, belos dias...). E pude me lembrar porque ele é tão extraordinário!

É interessante que logo no Piloto, nós pudemos conhecer a história da abdução da Samantha, quando Mulder conta para Scully, no quarto do motel (nesta que é minha cena preferida do episódio), este acontecimento que marcou tão profundamente sua vida e que viria a motivar sua eterna busca, fundamentado na esperança de encontrá-la viva. Mas foi em Conduit que, pela primeira vez adentramos no fantástico reino das memórias de Mulder acerca do desaparecimento de sua irmã, por meio das gravações de sua sessão de hipnose regressiva. Só então foi possível perceber realmente o quanto esta perda marcou sua vida, orientou seu modo de ser, agir, sua personalidade, suas escolhas, seu jeito spooky de ser... rsrs...

No entanto, mais do que o próprio relato, o que mais sensibiliza e comove é tonalidade da sua voz que transmite uma imensa sensação de solidão, de melancolia. É impossível não sentir sua fragilidade diante do desaparecimento de Ruby, justamente pela semelhança com sua própria perda. Fica totalmente evidente a identificação que ele faz com o caso. A forma com que insiste em que o irmão de Ruby seria a chave para encontrá-la.

Desde o filme, esta foi a primeira vez que revi este episódio e senti um déjà-vu ao ver esta cena:

Scully: "Mulder, pare! Pare de correr atrás de sua irmã. Isso não vai trazê-la de volta".
Mulder: "Pode vir ou não, mas até que achem o corpo, não vou desistir da garota".

Lembrei imediatamente da discussão entre Mulder e Scully na neve, quando ela lhe diz que todo aquele seu envolvimento não tinha a ver com a Agente desaparecida, mas sim com seu desejo de "salvar sua irmã". E como depois de 15 anos, ele ainda não desistiu. Até porque, Mulder não desiste nunca! Ainda que tenha se passado tantos anos, Ainda que tenha descoberto que Samantha está morta, Mulder, ainda assim, inconscientemente quem sabe, continua reproduzindo suas esperanças de poder salvá-la.

Talvez, ao fazer isso, ele sinta como se, de certa forma, a estivesse salvando realmente. E desistir seria como perdê-la novamente, reviver aquela experiência, que lhe deixou essa eterna ferida, nunca cicatrizada. Vemos o grande sofrimento emocional e psicológico que, no fundo, fez de Mulder quem ele é, este herói vulnerável, sem capa, nem espada. O mais humano e querido dos heróis! E que tem para si a melhor parceria dentre todos os super-heróis. O seu oposto perfeito... Qual herói tem como dupla o seu oposto perfeito? Aquele que o protege e que também o coloca em perigo? Que, afinal, não teria se tornado possível se ele não fosse este imperfeito-mais-que-perfeito... [/Ariana]

[Star]Amooooooo...amoooooo a primeira temporada... alguém disse aqui uma vez que eles eram mais ingênuos... também acho... tão fofo..

Em conduit.. realmente... tem uma cena muito semelhante à cena do filme (I Want to Believe – 2008).. a cena do STOP (com relação à Samantha)... é tão profundo ver a Scully ali... ainda no início da relação deles compreendendo-o tão bem... e depois assistir essa mesma situação no filme...

ownn....saudades.... aff.

No final do relato da regressão, ele diz que não está com medo por causa da voz em sua cabeça que diz que nada de mal vai acontecer a ela. Então, o psiquiatra pergunta se ele acredita na voz e Mulder diz: Eu quero Acreditar. [/Star]

[Yayá] Scully segue Mulder durante o caso, mesmo não acreditando na teoria do seu parceiro e sabendo mais detalhadamente, através dos relatórios mostrados a ela por um superior do FBI, que Mulder tem uma conexão pessoal com o caso, uma vez que sua irmã também desapareceu misteriosamente, algo que ela já tinha conhecimento, mas não de todos os fatos, porém a agente nega que Mulder pode ter seu julgamento afetado por seu passado, apesar de não estar completamente certa de sua negativa.

Amei essa foto. Ela está um pouco perv... Gillian olha para os lábios suculentos do David e...bem, deixa pra lá!"




[/Yayá]

[Fagner] O teaser e as atuações dos personagens são legais, Scully dizendo para Mulder que Ruby não é sua irmã, para ele não ficar obcecado e ele envolvido emocionalmente no caso! Cena legal também é a do desenho que se forma com os códigos que o garoto escreve, e a atuação do próprio garoto que faz outro personagem sombrio na segunda temporada no episódio Os Calusari!!!

É engraçado quando você vê novamente um episódio depois de muito tempo. Eu tinha visto várias vezes Elo de Ligação, mas aí esta semana revi o episódio e adorei! Mais do que qualquer outra vez... E Arquivo X tem essa mágica de que podemos até não gostar de um episódio, mas memso assim temos vontade de ver várias vezes. Vários da lista que eu não gosto muito volta e meia eu vejo de novo... É incrível!! [/Fagner]

[Cleide]

Amo a cena de Scully ouvindo a fita, sempre me emociona...





Acho lindo como Mulder consegue ser tão forte e tão frágil ao mesmo tempo... isso é muito humano.




FALHA NOSSA: Nesse episódio, na fita de regressão de Muler, ouvimos que ele e a irmão brincavam de um jogo quando ela foi levada. Mas no episódio piloto Mulder disse que ela foi levada da sua cama enquanto dormia... a gente sabe que a versão que ficou "oficializada" foi a do jogo né? Essa cena é retratada em "Little Green Men", mas é um detalhe interessante...

OUTRA: Essa eu achei boa: Porque os agentes da NSA entram no quarto de Scully procurando Mulder? Certamente o seu quarto de hotel seria o lugar mais lógico para se começar a procurar... eu hein? Que política é essa do FBI sobre a acomodação de seus agentes? [/Cleide]

Quotes:

Scully: O que faz este caso ser mais viável do que uma mãe de 100 anos com um bebê lagarto?
Mulder: Porque o bebê lagarto não nasceu perto do lago Okobogee.
Scully: Oko- o quê?

Mulder: Bogee. Okobogee.







Scully: Deveria significar algo pra mim?
Mulder: Só se você souber algo de pesca de truta ou locais quentes de OVNIs.



Scully: Defina "locais quentes".








Outras imagens de Conduit:


"Primeira vez que vemos uma foto da famosa Samantha"


"Mulder tocado pelo caso..."


"Scully preocupada com ele..."


"Às margens do lago Okobogee"


"Eu quero acreditar"

16 comentários:

Kaline Vieira disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHH

Episódio PERFEITO!
Mulder está tão frágil nesse caso, dá um aperto no coração vê-lo assim. E como vcs disseram, é quando começamos a conhecer melhor o caso da irmã dele e como isso afetou sua vida... Caramba... esse acontecimento teve um papel importante na formação do Mulder que conhecemos... MUITO importante.
E Scully preocupada com ele... ô se ela soubesse que aquele caso num é nada comparado com o que vai viver.
Só uma coisinha... precisa chegar perto assim só pra falar "Okobogee"??? falo nada! kkkkkkkkkkkk...
AMEI AMEI AMEI AMEI esse review de vocês... como sempre, deram show! Lindo!
A primeira temporada é o máximo...

Cleide disse...

Gente! Eu achei que tinhamos pouco material, mas mesmo assim ficou perfeito! Liiinnndooo!!!!!
Valeu pela formatação Josi! Parabéns!
Vamos a Jersey's Devil né?

Ariana disse...

"Gillian olha para os lábios suculentos do David e...bem, deixa pra lá!"
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

É, isso é bem típico da Gillian e do David nesta cena, assim como em tantas outras... E eu amoooo muito tudo isso! MInha mãe toda vez que os vê, fala: "safado, tá se aproveitando!", da forma como ele sempre a olha ou a toca. Bem, ela ainda tenta ver uma inocência na Gillian... rsrsrs... Tadinha da minha mãe, ela é que é inocente! Mas vou acabar com isso, amanhã quando mostrar o vídeo do beijo de FTF, que ela ainda não viu.
Gente, é mesmo, eu nunca tinha reparado que entram no quarto da Scully procurando pelo Mulder, quando o certo seria ir diretamente ao quarto dele... hmmmm... Já se previa algo? Rsrsrs... São pessoas de visão!

Josilene disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ai, Ariana! Tua mãe é inocente mesmo! Mas é pq a carinha da Gillian engana mesmo! hauhauahua

Gente, eu tava pensando em outras cenas que eu esqueci de comentar... falta de inspiração é fogo!

Aquela cena do comecinho é demais! Como o Blevins (?) falando com a Scully do caso e a Scully sempre defendendo o Mulder, daí no final ele diz que vai vetar o caso e ela mais um vez intervem pelo Mulder qdo pede pra falar com ele antes... tão fofo...

Eu ia falar de outra cena, mas esqueci, acreditam? aff...

Qdo eu fizer minha outra maratona eu lembro... rsrsrs

Beijos e obrigada pelos elogios... tentaremos postar "The Jersey Devil" ainda esta semana.

;)

Ariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ariana disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Mostrei o vídeo pra minha mãe! Imagina a cara que ela fez! Agora vê a pergunta: "Mas eles se beijaram de verdade?" e eu: "Claro mãe, como o David mesmo disse, foram muitos beijos ao longo dos anos...", daí ela (com os olhos arregalados) completa: "Safada. Ela tarou ele! E ele bem que ele gostou! Também, ela bonita desse jeito... " KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Consegui!!!!
Agora ela também já tá na torcida por eles, andou perguntando se ele separou mesmo da Chá e se a Gilly tá casada... êêê... mais uma!

janaX disse...

Conduit!adoro!!!Também acho esse ep bastante triste,ver o sofrimento pessoal de Mulder mesclado ao seu empenho desesperado para resolver o caso trazendo a menina de volta pra casa,de volta para o irmão,temendo que este fique com sequelas tão profundas quanto as suas pelo desparecimento sem explicacões da irmã>E ao mesmo tempo Scully vendo tudo o que se oassa com ele,sua dor,tentando ajudá-lo a superar tudo isso e não se envolver pessoalmente com o caso(como se para Mulder isso fosse possivel!)e ao mesmo tempo relutante em acreditar nas teorias loucas do parceiro mais na falta de outra explicacão mais "normal"indo com ele até o fim como será até o último ep e filme da série!Agora vamos falar a verdade:aquela olhada que eles se dão na hora que Mulder ta desenterrando o corpo...o Throll Carter não escreveu aquilo...aquilo é genuíno...é como se eles realmente se sentem atraídos um pelo outro(quero dizer DD e GA)cara auilo é muito SEXY...quente demais até pra M&S na primeira temporada,terceiro ep...viajei geral?Talvez sim...talvez não...Ea chegada pra falar Okobogee...KKKKKKK HOT HOT HOT!!!Adorei todos os coments deste ep, aliás como sempre!Beijos...Até...Ah!Eu sempre fico com os olhos cheios de lágrimas no final deste ep,talvez por saber que o sofrimento de Mulder dele não cessa,é eterno e,muitas vezes ele paga um alto preco por sua esperanca em salvar Samantha,esperanca esta que também é eterna na série...Até...

Josilene disse...

*Tô aqui rindo do último comentário da Ariana de 2 anos atrás... pq hj em dia ela pode dizer pra mãe que estão ambos solteiros. kkkkk E separados por um oceano. :P*

Nota: Não sou gillovny ou Snogger ou como quer que chamem isso de shipar os dois. huahuahaua Com pessoas reais, eu só torço pra que sejam felizes do jeito que acharem melhor. ;)

----

Concordo com td, Jana. rs Mas, tadinho do CC... sim... ele é um troll, mas é muito romantico. Um sádico romantico. kkkkkkkkkk Mas como somos meio masoquistas, a coisa funciona. hihihi

Ok... agora eu tava pensando... esse é apenas o quarto ep contando com o Piloto. Gente... olha a profundeza dos personagens, da história... uau... ninguém tava brincando ao fazer AX não. A qualidade se nota em cada detalhe aqui... nossa! Amo essa série.rs

Salgadon disse...

Blog indispensável pra quem é fã de Arquivo X e fantástico pra quem não conhece. To reassistindo a série depois de alguns anos e encontrei esse Blog, muito bom mesmo!!

Josilene disse...

Obrigada, Salgadon! Apareça mais pra comentar com a gente! ;)

OFF: gente... que resumo gigante foi esse o que a gente colocou pra esse ep? kkkkkkkkk nossa...

Elizabeth disse...

Acho todos os eps em que a estória é centrada na busca de Mulder pela irmã muito legais, exceto, justamente, aquele que define o caso, Closure, pra mim, decepcionante. Já Conduit é arrasador (tá no meu top 20 da série!) com o agente envolvido até o osso com o caso e a ruiva segurando a onda, o mistério bem tocado do sumiço da "rainha da primavera" Ruby e o molequinho, uma graça (deve estar num homão agora). Pra mim, esse ep parece ter um perfume a lá Twin Peaks, pelo clima de mistério em torno de um desaparecimento e pela desaparecida, já que a Ruby, pelo currículo, se parece com a Laura Palmer daquela série. E concordo com o Fagner, que no post escreve: "Arquivo X tem essa mágica de que podemos até não gostar de um episódio, mas mesmo assim temos vontade de ver várias vezes. Vários da lista que eu não gosto muito volta e meia eu vejo de novo..." Conduit é um dos que eu não me canso de ver!

PS: Caraca, não tem como não deixar de reparar na dupla escaneada que a GA dá nos lábios carnudos do DD na cena da cova (é, colegas de trabalho se conhecendo...). Realmente, acho que aquilo não tava no roteiro não. Salve GA!!!kkkkkkkk

Josilene disse...

Sabe, Elizabeth, eu entendo a decepção com Closure... acho que eles simplificaram demais a história ali... e sei lá... acho que aí sim ficaram uns furos. Apesar de tais furos poderem ser colocados como mentiras de pessoas que falaram... ou pode-se dizer que elas foram enganadas tb, sei lá. Enfim... Eu tb achei o ep, digamos, corrido demais pra algo tão complicado. Mas tirando esse porém, eu acho ambos os eps do fechamento dessa história de Samantha fantásticos. Eu chorava quando o via. São muito lindos e a emoção de Mulder é muito crua. Adoro. Tb amo que DD tenha dado aquele toquezinho no final e que o pessoal de AX tenha a incorporado no episódio. :)

E Fagner tá certo mesmo... mesmo os piores eps de AX (da primeira a setima temporadas) dá vontade de vc reassistir. rs

Gente... a primeira temporada tem uma tensão sexual gigante! às vezes eu penso se não mandaram os atores atuarem assim mesmo pra... sei lá... prender audiência! kkkkkkkkkk Ninguém sabia àquela altura que AX seria todo esse sucesso.

Besitos!

Elizabeth disse...

verdade, Josi, Closure é um ep muito bonito, caprichado na sua proposta. Aquela cena final com as crianças levantando-se das covas onde o psico fdp as enterrou e indo brincar é tão tocante. Dá a entender que as crianças, mesmo tendo sido barbarizadas pelo seu assassino, não deixaram que ele corrompesse suas almas infantis. Mas sobre o encerramento do caso Samantha, penso que o CC prometeu muito ao longo da série e entregou pouco nesse final.

Sobre o climão da primeira temp, realmente eles estavam bem quentes, poderia ser mesmo pra pegar audiência ou porque os atores, um pouco inexperientes e no começo de um trabalho, estavam se empolgando mesmo. Assistindo as temps seguintes dá pra perceber que isso acaba, eles ficam mais contidos e as cenas mais hot ganham um minimalismo sem perder a intensidade (e aí, é mérito dos atores mesmo). Por outro lado, entendo essa pegada mais sexy na 1a. temp, pois não havia ainda naquela época muitas referências para uma série em que um casal convivia junto sem outro objetivo que não fosse o sexual. As séries mais parecidas com AX até então eram "A Gata e o Rato" e "Casal 20" (só lembro dessas...), e em ambas havia um casal de detetives que se relacionavam além do profissional. Daí, no comecinho, acho que pra CC (ainda mais sem saber se teria uma 2a. temp), o negócio era seguir fórmula consagrada. Ainda bem que ele saiu dessa idéia manjada e a partir da 2a. e trouxe M&S como uma novidade pra tv. Mas que a 1a. temp é deliciosamente hot, isso é fato!!!

Josilene disse...

Pois é... o fato é que CC teve que lutar muito com os executivos da FOX tb... lembra que eles queriam uma Scully super sexy? Não que GA não seja, mas ela não seguia os padrões da época... Talvez a tal tensão sexual tenha sido a parte que CC "perdeu" na hora do acordo de vender a série. kkkkkkk

Ruth Aparecida disse...

O final deste episódio é emocionante! Mulder diz: " I Want to Believe"

XFILES disse...

Esse final dói demais mesmo... ele quer acreditar com tanta força para continuar com esperanças de ainda rever a irmã. Uma das maiores tristezas dessa série é que acabou que todas as esperanças de mulder foram perdidas e ele nunca viu a verdadeira irmã dele viva novamente... :/

Josi.