segunda-feira, 26 de julho de 2010

03X06 - 2Shy (Tímido Demais)

Direção: David Nutter
Roteiro: Jeff Vlaming

Resumo: Mulder e Scully seguem um assassino serial que se aproveita de carências afetivas de suas vítimas para se alimentar delas...



Comentários:

[Starbuck] Um dos melhores MOTW de XF.

Esse episódio é muito bom... Traz aquela maldade "a la" Tooms, ou seja, o cara mata para sobreviver, pois precisa de algo que é... digamos... diferente do que a maioria precisa.

O monstro em questão é um tradutor de poemas italianos... ownnnnn. Daí... quando a natureza (a sua, claro) pulsa em seus poros repleto de uma espécie de suco gástrico hiper tóxico... ele vai surfar pela net e buscar gordinhas para saciar sua fome e garantir sua sobrevivência...

Só em XF que temos um teaser assim... um cara até vistoso (urra.. esse adjetivo ainda existe??), num lero-lero com uma gordinha no carro.... daí... tem-se o beijo.. e....
Só Arquivo X é capaz de transformar a poesia do primeiro beijo no primeiro encontro nisso aqui.

Sim... tem coisas que só XF faz para você. Por exemplo, a dieta mais "animal" já exibida numa série de TV... Depois do beijo, eis a quantidade de gordura perdida.
Vai uma lipo aí?


Bom... esse é o teaser de "Tímido Demais": Cru e triste.

- Temos o xerifão (que não é ainda o orelhudo) todo machista... o cara só fala com Mulder, como se a Scully fosse a "amante" do bonitão do FBI que está por um acaso na cena do crime. Ah... e o susto quando ele percebe que é a ruiva que vai fazer a autópsia é ótimo. Ele AINDA NÃO SABE: ela é ruiva, poderosa e faz autópsias. Coitado.

"Sim... sou sexy... ruiva... faço autópsias e o narigudo não respira sem mim"





"Não falei? Lá vem ele com o abraço de urso... aff.. ainda estamos na terceira temporada! Na frente dos outros não, Mulder!"



"Olha pra mim, Scully.... estou carente... "






- A idéia de ter alguém do outro lado da tela te convidando para a morte... da forma mais cruel que se pode imaginar é o que causa mais horror nesse episódio... E também o fato do monstro fazer o que faz por uma questão biológica e não racional.

- A cena do comedor-de-gordura com a prostituta (aquela que arranhou o rosto dele) é quase equiparável ao Pfaster com seu olhar gélido perguntando à sua presa que shampoo ela usava.

- Em XF nenhum sofrimento é pouco... ainda tínhamos que ver a angústia da menina CEGA procurando pela mãe...

Criança só se ferra em Arquivo X... Ou é o próprio capeta ou será maltratado por um.





- Temos uma cena similar ao "Silêncio dos inocentes"... o lance das portas... dando a impressão que a Scully batia na porta do Incanto, quando na verdade batia na porta de outro suspeito...

- Adoro o final... é bem tenso... a mulher lendo o email, tendo consciência do perigo... a Scully e o Mulder aparecendo... depois o Mulder correndo por engano atrás de outro e a Scully, claro, tornando-se o novo objeto de desejo da fome do monstro...

"Vai.. confessa... eu te provoco... "






"Só se for asco.... Muuullllllderrrrr... ele flertou comigo.. droga"





"Gente.. ele sabe italiano... ownn... talvez eu tenha exagerado no lance do asco"





- A constatação do Incanto (o comedor de gordura) que ele dava às mulheres o que elas precisavam (atenção) e ela dava a eles o que ele precisava (uma forma de se manter vivo) provoca um frio na espinha. [/Starbuck]

[Tessa] Eu adoro quando o mulder NÃO defende a scully... como em O RAIO DA MORTE a scully encontrou preconceito por ser mulher e soube muito bem se virar sozinha, ela não precisa que ninguém a defenda, e o mulder sabe e respeita isso, acho que ele até gosta de vê-la se defendendo.

Acho que se tratarem como iguais foi o grande segredo da parceria deles.

Adoro essa parte:

Scully: Mulder, só de uma pequena substância você concluiu que estamos a procura de um “vampiro sugador de gordura”? ...

Sim, também se encontra genialidade na loucura. [/Tessa]


[Josi] Antes de mais nada, eu queria dar um toque aos queridos que passam por aqui e lêem nossos comentários sempre tão fofos e centrados: meus lindos, nunca, jamais, em tempo algum corram pra um lugar deserto com uma pessoa no primeiro encontro. Trust no one. Os mais maníacos sempre se escondem na pele mais macia.

Dito isso, continuemos...

Minha gente, AX é uma série muito cruel... precisa mostrar que ela ganhou um colarzinho da sorte e que a coisa não serviu pra coisa nenhuma? kkkkkkkkkkkk Adoro! Lembrei de uma música tosca que dizia que a sorte somos nós quem fazemos.

Ah, mas esse cara tem um olhar muito estranho...





Mulder todo misterioso na cena do crime e só contando que o caso era ligado a outros depois que a Scully perguntou me lembrou de Bad Blood quando, na paródia da Scully, ele só contava das mortes dos humanos no final! Tadinha dela...

Mulder de óculos escuros... ai ai...






Aff! Pra esse xerife, eu faço igual às meninas de Syzygy: "I hate him!".

Uma cena nojenta é aquela da hora em que a Scully puxa a gaveta onde fica o corpo (isso tem um nome específico? :/) e que ela vê que ele se liquefez...



E o episódio segue recheado de algumas moças muito carentes e outras nem um pouco. Na lista das não-carentes entram a Scully, lógico, dando um sai pra lá no xerife bobão e a filha da dona do prédio do Incanto, a garotinha cega sacou logo que o carinha não prestava.

E a pobre da menina ainda tem que suportar a sua mãe levando fora depois de fora e ainda insistindo com aquele cara esquisito. Tadinha... a esperteza dela a salvou no final. Pena que ela tenha perdido a mãe abelhuda... vem cá? Todos os donos de prédios de apartamentos em AX entram no ap das pessoas sem autorização (lembrem-se de Theef)? Aff...

Eu amo que a Scully tome logo a frente da investigação e amo mais ainda que ela não faz isso apenas pra se reafirmar neste caso na frente do Xerife-mané. Ela sempre faz isso. Ou quase sempre. rsrs Ou seja, normalmente é ela quem fica com a parte organizacional enquanto Mulder fica mais livre pra tecer suas teorias. :)

Achei ótimo também que a segunda vítima não tenha ido ao encontro com o Incanto. Pena que ela acabou com a minha admiração ao ir depois em outro encontro e, não satisfeita em levá-lo em casa (quem se importa dele ir de busão? Eu não levaria nem no ponto. lalala), ainda o deixa entrar em sua casa com aquela cara de desesperado. Cla-ro que ele faria ou já tinha feito alguma porcaria...

Qual é a probabilidade de ter alguém fugindo na rua bem na hora em que Mulder olha pela janela? Tudo pra nossa ruivinha descuidada deixar sua arma à toa, ser atacada e enfim salva pela quase vítima. Eu lembro que quando eu assisti essa cena, eu pensei "puxa, ela nem tá tão gordinha assim...". rsrsrs

O final é marcante com o Incanto não poupando ninguém ao dizer sua fria verdade de que ele fazia uma troca de necessidades com suas vítimas e ainda arremata falando que na morte ninguém é solitário. Muito bonito ele... alguém o avise que na morte ninguém precisa de óleos pra pele tampouco. Fica a dica. [/Josi]

Quotes:

Scully: (lendo) "A segunda amostra não contém óleos ou ácidos essenciais de gordura." Bem, Mulder, existem vários fatores que poderiam ter causado esse resultado. Onde você quer chegar com isso?
Mulder: (inclinando-se perto dela) Ok, não é ainda a insanidade final que você espera de mim. É apenas uma teoria, mas e se ele não está fazendo isso por impulsos psicóticos, mas sim por uma fome física? Talvez ele precise repor essa deficiência química, a fim de sobreviver.

Scully: De uma amostra de pele seca você está concluindo o quê? Que ele é uma espécie de vampiro sugador de gordura?




---

Scully: Por que?
Incanto: Quando você olha para mim, você vê um monstro ... Mas eu estava apenas alimentando a fome.
Scully: Você é mais do que um monstro. Você não só se alimentava de seus corpos. Você se alimentava de suas mentes.

Incanto: Minha fraqueza não era maior do que a delas. Eu lhes dei o que elas queriam. Deram-me o que eu precisava.
Scully: Não mais.
Incanto: "Os mortos não estão mais sozinhos."

Outras Imagens de 2Shy:

O encantador Incanto (trocadinho infame)

Dá pena é de quem teria que limpar isso...

"Não seja tímida... é só um beijinho..."

8 comentários:

Nina disse...

OK. 2Shy é um daqueles episódios em que vc passa a maior parte do tempo NÃO querendo nem chegar perto daquela realidade que XF traz pra gente. Acho o episódio muito bom e tá na altura do que a terceira temporada é como um todo, tirando uns episódios aqui e ali. Um MOTW estilo Tooms, mas com um quê de Pfaster, Scully cheia de si e impondo respeito naquele xerife babaca e o Mulder, mais uma vez, deixando ela ter seu dia no parque! AHAHA!
Concordo com o comentário e também acho ótimo quando o Mulder faz isso com a Scully, não se mete nas brigas pq sabe que ela dá conta até demais de resolver de uma maneira "diplomática" estilo Scully.
Pausa momentânea pra gente comentar no quanto o Mulder tá HUM no episódio. HAHAHA!
Outra pausa momentânea pra refletir no que foi dito sobre as crianças em XF..ou são diabólicas ou se lascam muito grande na história. Pobre delas. HAHAHA!
Pontos a mais pros comentários desse episódio, MORRI de rir com eles! ^^

Yanne Celly disse...

Esse é um daqueles epi que agente não sabe se morre de nojo ou medo!
È difícil comparar com os epi da terceira temporada inteira já que tem alguns muito bom mesmo!!!Scully mostrando a que veio para o xerife é sempre bom ver....e Mulder usando toda sua gelileza e deixando ela se virar sozinha...sim,pois ele a respeita e sabe ela é capaz.!!!

E enfim a necessidade que temos em ser aceito do jeito que somos...e nos entregamos a qualquer maluco com palavras doces na experança de sermos amados!

Mulder de óculos escuros...ai...ai(02)

PriEsp disse...

Nossa, adorei este episódio! Os episódios que tem monstros que atacam mulheres me chamam a atenção (Irresistível, este, e o que eu vi há poucos dias, Unhure). Sei lá, parece algo mais próximo (o perigo pode estar onde menos se espera).

Este epi chamou a atenção, especialmente pelo monstro se aproveitar da vulnerabilidade e da necessidade de aceitação das vítimas, e ser um cara atraente - letrado e até charmoso. A frase do final "você não se alimentou só do corpo delas, se alimentou de suas mentes" é tudo!

E a menina cega, filha da dona do apartamento do Incanto, era a mais esperta da história (talvez pq não fosse vítima de sua própria carência), judiação...

Achei legal tb, pois pela época em que o epi foi feito (+- 1995) a Internet ainda estava no começo, e um episódio desse tb alerta para as máscaras que as pessoas podem usar virtualmente - você pode ser o que quiser na imaginação do outro.

Por fim, fiquei pensando: se o Incanto quis se alimentar da Scully no final, ele quer dizer com isto que ela estava gordinha? rsrs. Mas ela é lindinha de qq jeito!

Bjo

Josilene disse...

"Pausa momentânea pra gente comentar no quanto o Mulder tá HUM no episódio. HAHAHA!" - kkkkkk Faremos muitas pausas na temp 4... *suspiro*

Camila Morais disse...

Vi esse episódio hoje no TCM,quando vi o abraçinho que o Mulder deu na Scully, já pensei em visitar o blog, para ver o que vocês falaram dele, kkkkkk' Adoro o blog, é bem difícil achar algo recente sobre Arquivo X.

Josilene disse...

ownnn! Obrigada, Camila!

Ivo Ramalho disse...

Assisti este episódio quando tinha 12 anos e achei ótimo. Hoje, minha nossa como é bobo comparado aos outros episódios com monstros deste tipo (estilo Tooms) cheguei a lembrar da série Supernatural!Tem episódios piores neste estilo como Teliko e Hungry, e como a idéia é rever mesmo todos os episódios, irei assisti-los também. Outros episódios que eu não gostava entre a 1º e a 2º temporadas, mesmo tendo visto várias vezes na adolescência, acabei gostando na reprise atual em HD no Netiflix. Não deu para acompanhar do inicio com a reprise oficial via Facebook, mas irei continuar assistindo a qualquer hora. O legal deste site é ver as opiniões de vocês que escrevem como fã sobre os detalhes dos personagens. Eu fiz muito isso quando era criança e adolescente. Arquivo X é minha série preferida.

XFILES disse...

Olá Ivo!

Esse episódio ainda é muito assustador pra mim. Homens assim dispostos a nos enganar e "nos sugar" é uma realidade para nós mulheres, infelizmente.

Que bom que vc gosta de nossos comentários! Fique sempre a vontade pra nos enviar suas impressões também! Adoramos ler! Às vezes demoramos a responder mas lemos todos com muito carinho!

Vc já nos acompanha pelo face, né? Vejo seus likes lá. :)

Abraços!

Josi.