domingo, 21 de novembro de 2010

03x15 - Piper Maru (O Mistério do Piper Maru)

Direção: Rob Bowman
Roteiro: Frank Spotnitz & Chris Carter

Resumo: Mulder e Scully iniciam uma investigação sobre o ocorrido num barco francês que teve sua tripulação tomada por severas queimaduras provenientes de altas taxas de radiação. E o mais surpreendente: apenas um homem não teve lesão alguma.



Comentários:

[Starbuck] Houve um tempo em que eu tentava compreender se gostava mais de Nisei/731 ou PiperMARU/Apocrypha... mas essa época passou; ao menos para mim, estes episódios duplos são ótimos de forma equivalente.

Em Piper Maru concretiza-se a ideia de que "eles estão entre nós há muito tempo, Mr. Mulder"... só que, ao contrário do que pensávamos, os homenzinhos verdes não são nem verdes nem cinzas, são tão somente uma coisa amorfa, mas senciente. Eu adoro a ideia do óleo negro, acho fantástico que ELES não tenham forma, que ELES possam encontrar condutores em forma líquida para nos alcançar, que ELES podem se apoderar da nossa mente como um parasita super evoluído e que ELES podem escolher nos deixar ou nos aniquilar.

É nesse episódio que temos o diálogo fortíssimo entre Scully e Skinner. Nossa... eu fiquei com pena do Grand Skin... Ele gosta tanto dos dois, tenta fazer o possível, mas parece que sempre o possível é pouco. Ele se sente tão mal que sai a procura do assassino da Melissa mesmo indo DE encontro às regras do FBI.... Tudo isso para quê????? Para a scully dizer que ele é sujo em REDUX...

Depois da conversa densa com o careca.... Scully vai para o porão... e só o narigudo mesmo para fazê-la sorrir...

Ah... aos que acham o Mulder insensível, na hora em que ela entra na sala, ele nota algo errado e já pergunta o que aconteceu. Ela, como sempre, diz que está bem...

O diálogo abaixo me remete a IWTB... à cena em que a Scully diz que foi a teimosia dele que a fez se apaixonar (ownnnn)...

M: O quê?
S: Você me surpreende o tempo todo. Está trabalhando aqui embaixo no porão, procurando por arquivos e transmissões que qualquer outro agente jogaria fora.
M: É por isso que estou no porão, Scully.
S: Está aqui porque eles têm medo de você. De sua tenacidade. Eles sabem que poderiam jogá-lo no deserto, falar que a verdade está lá, que você pediria uma pá.
M: É o que pensa de mim?
S: Talvez não uma pá. Talvez uma escavadeira.

PERFEITO DIÁLOGO... SAUDADES INFINITAS... [/Starbuck]

[Josi] Primeiramente uma curiosidade: para quem não sabe, o nome deste episódio, Piper Maru, foi colocado como uma homenagem a filha mais velha de Gillian Anderson. Ela nasceu no dia 25 de setembro de 1994 e ganhou o nome de Piper Maru. Maru, em idioma polinésio, quer dizer calma e meiga. Maru também quer dizer Navio em japonês, mais um motivo para que se adequasse ao enredo do episódio. Pois é... a menina devia ter mais ou menos 2 anos na época. E já tá uma moçona! O tempo passa, viu?

Este episódio retoma alguns assuntos pendentes. Primeiro e acho que um dos principais é o do assassinato da irmã da Scully. Depois, volta o oléo negro. E... quem dá o ar da graça novamente?Nosso querido (never) Krycek.

O episódio começa como sempre de um jeito todo peculiar. Eu nunca que teria coragem de entrar naquela roupitha rígida para ir de encontro ao desconhecido no fundo do mar. Eu não, mas Guthier teve. E ao mergulhar, ele encontra muito mais do que procurava, pois além do caça, lá está um dos tripulantes... vivinho da silva!

Iríamos descobrir logo logo o que deixou aquele rapaz vivo por tanto tempo, mas antes temos que saber juntamente com a Scully que o FBI não está interessado em desvendar o crime que vitimou a sua irmã. Ou será que o caso era que eles já sabiam muito bem quem estava por trás disso? É muito compreensível que ela fique possessa! A indignação da Scully nessa hora é mesmo tocante. Principalmente quando eu lembro da quantidade de famílias que tem que se resignar a ter seus familiares mortos e os crimes não punidos porque as autoridades simplesmente não se interessam...

Amo a conversa dela com Mulder. A carinha que ele faz quando ela fala em escavadeira é o que há.

O pessoal todo do barco francês está morrendo por exposição a uma taxa absurda de radiação... e quem não foi afetado? Gauthier, claro! Nosso amigo com olhos de nuvens negras! A explicação para isso poderia ser... que ele estaria mergulhando no momento da exposição? Err.... Mas, por que não há nenhum traço de radiação no barco? Pois é...

Que tal o celular da Scully? :D






Acho muito engraçado o Mulder... de tudo ele tem nojo, mas em tudo ele mete o dedo! aff...

Adoro a forma com essa forma de vida alienígena age: tomando um hospedeiro e manipulando a sua mente juntamente com suas memórias pra atingir os seus próprios objetivos...

Essa cena é de cortar o coração... :'(




Essa mulher... é um saco. Argh... Morreu e já foi tarde! :P





Agora... com que facilidade Mulder vai no aeroporto e simplesmente embarca pra China, né? E quem ele encontra lá? Quem? Quem? Alex Krycek! Ai ai... Saudades de vê-lo apanhando de Mulder... :D

E, claro, que ele ainda anda às voltas com a maldita fita de Anasazi... vendendo as informações que ele encontrava por lá.




Então, enquanto Mulder está tendo que lidar com Krycek, um cadáver algemado a ele e um bando de assassinos do outro lado da porta, o nosso querido Skinner recebe de paga por ser tão cavalheiro e prestativo, uma bala na barriga (lembram que Mulder disse que era onde doía mais?).

Claro que Mulder consegue se livrar e ainda consegue ficar em posição de dar uma bela duma telefonada na cara do safado do Krycek (adooro essa cena! Vejo várias vezes)! Mas eu tenho pena do Nicholas Lea pois dizem que DD machucou ele de verdade com o telefone. rsrs Tadinho...


Imaginem essa moça... ela estava em casa, louca de preocupação com o marido pois ele teria sumido depois que saiu do hospital onde todos os seus companheiros morriam por conta de exposição a uma alta taxa de radiação e de repente ela acorda num banheiro masculino de um aeroporto na China toda coberta de óleo diesel. o.O

E quando o Óleo Negro passa para o Krycek (hahahahhahaa Que sorte, heim, amigo???), nós vemos na telinha o sempre xingado TO BE CONTINUED. [/Josi]

Quotes:

Skinner: Recebi um memorando na noite passada. E eu pensei se deveria ou não chamá-la em casa, mas eu decidi...
Scully: E isso me diz respeito?
Skinner: Sim, e sua irmã. Faz cinco meses e não houve nenhuma ligação ou prova nova na investigação de assassinato pela equipe de polícia de Washington ou o Bureau. Fui avisado de que o caso permanecerá inativo até novo aviso.

Scully: Sei...
Skinner: Eu não acho que haja algo para ser lido nisso. Eu acho que é um caso de mão de obra e carga de trabalho. Eu quero que você saiba que eu vou recorrer dessa decisão e eu vou rever todas as provas até ter certeza de que nada foi esquecido.

Scully: Sabe, é estranho. Os homens podem explodir prédios, e eles podem estar muito longe da cena do crime, mas podemos juntar as provas e condená-los sem qualquer dúvida. Nossos laboratórios aqui podem recriar do detalhe mais microscópico a motivação e as circunstâncias para quase qualquer crime, até a forma como um assassino lida com sua mãe e que ele molhava a cama. Mas em um caso de uma mulher, minha irmã, que foi baleada a sangue frio em um prédio de apartamentos bem iluminado por um atirador que deixou a arma na cena do crime, não podemos sequer juntar o suficiente para manter qualquer pessoa interessada.

Skinner: Eu não acho que isso tenha algo a ver com interesse.
Scully: Se eu posso dizer, senhor, tem tudo a ver com o interesse. Só não o seu, e não o meu.



Outras Imagens de Piper Maru:

Mulder

Scully

O barco que dá nome ao episódio

O Óleo Negro em Krycek

10 comentários:

Nina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nina disse...

Piper Maru é um dos meus episódios duplos favoritos! Amo quase tudo que acontece nele, desde o Skinner tendo aquela conversa altamente muito tensa com a Scully até o pobre levando um tiro na barriga e o Mulder encontrando o Krycek na China. Na China, colega? Tinha um lugar mais pertinho pro Mulder espancar o Krycek não?!Mas também, assim a gente não teria o ar de Arquivo X. ^^
Scully corta o meu coração quando ela vai lá fazer aquela visita dela a base, lembrando dela e da Melissa brincando de amarelinha. :'(
O Óleo Negro é um trem mal, viu?! CRUZES. E quem tem a sorte de o ter como hospedeiro?! KRYCEK! HÁ! Sabia que havia justiça nesse mundo. Ainda bem que isso leva ele a ficar preso dentro de um buraco esquecido no meio do nada. \o/
Mulder, o quase sempre insensível, notando de cara a tristeza no rosto da linda da Scully. oown. *-*

Tássia disse...

Mais uma vez não posso deixar de elogiar vocês pela excelente discussão sobre um episódio da nossa amada série!*-*
Adoro esse episódio por tudo que a Nina já citou e por ele ser tão cheio de surpresas e diálogos fantásticos! E adoro o fato do nome dele ser Piper Maru em homenagem a filha da Gillian!:)

Juliana disse...

Adoroooo os posts desse blog!
bjo

mariana disse...

Deixei um selo pra você lá no meu blog *-*

FABRICIO disse...

Legal este blog de vocês, achei ele por acaso enquanto procurava o nome do ator índio que aparece em Anazasi.
Sou grande fã da série, assisto Arquivo X desde a sua estréia na Rede Record, sou daquela época, do Arquivo X nas noites de sexta-feira "Rede Record Apresenta: Arquivo X" lembro do extenso treinamento pra minha mãe gravar os episódios quando eu viajava e não podia assistir. E lembro da primeira reunião do fã clube num shopping aqui do Rio de Janeiro.
Assisti a série assim, até a entrada do Dogget quando parei de acompanhar por falta de tempo e interesse mesmo.
Depois lançaram os DVDs e comprei todos, tinha o plano de rever todas as temporadas, comecei a ver, assisti as 3 primeiras e parei por falta de tempo. Agora retomei e espero ir até o final, estou no início da terceira temporada.
Abração a todos os fãs da melhor série de TV de todos os tempos.Meu e-mail tá aí pra quem quiser trocar uma idéia!

SofiaV disse...

Seus posts são muito bom !!
Parabéns!!
Acho esse episódio muito bom, apesar de não gostar muito dos episodios que focam na mitologia da série.Mas adoro o episodio duplo de O Mistério de Piper Maru.
Acho muito bonitinho o CC ter colocado o nome da filha da Gillian A. no titulo do episodio (não tenho, certeza mas o CC é padrinho da Pipier)
E tambem tem o Krycek q (tirando Mulder e Scully ) para mim é um dos melhore personagens de AX, que chegou no epid Duane Barry como um agente novato e chatinho como quem não quer nada, enfim...
ADORO seu posts mais uma vez parabéns !! =]

Josilene disse...

Nina falou td o que eu nao disse em meus coments! \o/ E qq lugar serve pra bater em Krycek... nunca bater nele é um desperdício! yeah!

Olá Mariana! Obg e deixa o endereço de seu blog! ;-)

Olá, Fabrício! Sim, tb sou do tempo da Record... tempos difíceis aqueles de ter que adivinhar o horário e o dia em que o ep ia passar! kkkk Conseguir ver o ep da semana era sempre uma adrenalina a mais pois ainda tinha o esquema da gravação (sim, eu tb passava por esse estresse de nao poder ver na hora)... kkkk

Sim, Sofia, Krycek é um personagem muito bom! (adoro odiá-lo! :D)

A todos, obrigada pelos comentários (aaaaaaaaamo!) e elogios e td o mais!

Beijos!

Elizabeth disse...

Acho a idéia do alien ser o óleo negro muito bacana. Seria óbvio demais ser um homenzinho verde. então a coisa se desloca em óleo (alien lipossolúvel?) para o corpo de um hospedeiro, o qual expulsa o tal óleo chorando-o. Viagem assim só mesmo em AX. Por isso é uma série fantástica, assim como os posts desse blog. Parabéns!!!

Josilene disse...

"é uma série fantástica, assim como os posts desse blog" - wow! acho que esse é o melhor elogio ever! *.* Tks, Elizabeth!!!

Sim... acho a ideia do oleo negro a coisa mais espetacular que AX inventou... além de ser apavorante. A coisa não vai simplesmente te matar. Ela vai tomar conta de sua mente. o_O