domingo, 28 de abril de 2013

05x04 - Detour (Homens Mariposa)

Direção: Brett Dowler
Roteiro: Frank Spotnitz

Resumo: Pessoas estão desaparecendo ao entrar em uma determinada floresta dos EUA. Quando estranhos e indeterminados rastros são encontrados, Mulder e Scully se juntam à busca, encontrando o que Mulder acredita ser um ser humano primitivo de mais de 400 anos.



Comentários:

Destaque para a trilha sonora. Não, não estou falando do música do "Jeremias" mas do toque árabe, indiano, sei lá que o Mike Snow colocou nas cenas de perseguição. Gostei! [Vivis]

[Ariana] Amo, amo, amo esse episódio!!!!!!!!!!! 

O Mulder está todo engraçadinho, hã? 
Kinsley: "Incrível como é difícil não usar a palavra 'não'".
Mulder: "Estou tendo esse problema agora mesmo".

Stonecypher: "Já esteve em um desses seminários?"
Mulder: "Não. Nesta época do ano sempre tenho hemorroidas".
A cara da Scully ouvindo isso é hilária! Tadinha, passa por cada uma! Nem fala nada. Ri logo, ruiva!



O melhor é a Scully entrando no quarto à noite (que por acaso só tinha uma cama de casal), com a bandejinha com queijo e vinho, tal, toda sapequinha e solícita... tipo: "É HOJE!!!"

e o Mulder faz essa cara...

Scully se fingindo de recatada: "No entanto devo lembrá-lo que é contra as regras do Bureau agentes de sexo opostos compartilhando o mesmo quarto".
Mulder: "Venha com essa história que lhe dou uma surra".

Afff.... Mulder, e o que cê acha que ela tava querendo??? É, daí foge da luta! Vira homem, Mulder! 

Tadinha, a umidade não faz bem a ela... 
Olha, parece que o Mulder tá fumando...

Ahhh... mas o melhor é a conversa dos dois junto da fogueira, ou o que pretendia ser uma! Principalmente a cara do Mulder quando a Scully fala que se chovesse sacos de dormir, ele poderia ter sorte, não com essas palavras, mas...




Mas essa é umas das cenas mais legais entre os dois... eles na floresta sozinhos, a Scully aquecendo o Mulder (que triste!), cantando pra ele (tadinho). [/Ariana]

[Nay] Hoje, depois de tanto tempo sendo fã de AX (a maior parte da minha vida) caiu a minha ficha de que, embora as histórias fossem muito boas, eu não virei fã pelo enredo em si, mas pelos incríveis personagens que são Mulder e Scully. Por esse motivo, não importa se você revê um episódio de 15 anos atrás; ele ainda estará atual, eu ainda irei rir das piadas, me emocionar com os fabulosos diálogos e reafirmar a certeza de que essa é uma das melhores séries de todos os tempos. Aqui temos Homens Mariposa, um episódio que certamente figura entre os meus favoritos, não apenas porque Mulder está lindo, mas porque junto àquele terror sutil e tenso do estranho que nos espreita misturam-se outras discussões, numa costura tão bacana que não posso deixar de sorrir ao pensar. Presenciamos mais uma prova da sintonia e cumplicidade, coisa que tanto amamos entre Mulder e Scully (habilidades que nenhuma convenção poderia fornecer, né?), a improvável história de homens que acabaram sendo absorvidos pela natureza a fim de adaptar-se à ela e a cegueira que nos toma quando deixamos nossos instintos serem soterrados pela confiança extrema na tecnologia.

Momento impagáveis:

1. A cara de frustração da Scully quando ela chega no quarto com bandeja de queijos e vinhos...e Mulder escapole pra investigar um caso que nem mesmo era da jurisdição deles! Ok, nós te entendemos, Scully;

2. “O homem invisível...era invisível”;

3. Se chover sacos de dormir, talvez você tenha sorte. (Mulder, você rezou. Eu sei) [/Nay]
 
[Tessa] Acho que a scully saiu da experiência de quase morte com a vontade de viver a vida ao máximo e não perder mais tempo, ou seja, agarrar o narigudo. A scully estava PERV e com segundas intenções. F.A.T.O

O mulder não tem a mínima intenção de se socializar, então com a primeira desculpa que lhe aparece ele cancela a viajem e a scully fica com ele é claro... Eu fico com a impressão que a scully pensou que o narigudo também estava com segundas intenções, e ela estava certa, mas não da forma que ela queria...

Mulder: "Trouxe um queijinho?"
Scully: "Já que não vamos a conferência..." - cara de quem quer aprontar essa noite a da scully...

Scully: "Achei que só quisesse fugir da conferência..." - o mulder é lento scully
Scully: "Aonde vai?" - a noite que prometia não promete mais..
Mulder: "Preciso checar uma coisa"
Scully: "Não seria mau se melhorasse suas técnicas de comunicação."
Mulder: "Volto logo e construiremos uma torre de móveis, está bem?" - Scully é a imagem da frustração...

Mulder: "O melhor jeito de recuperar o calor do corpo é entrar nu em um saco de dormir com alguém já nu dentro dele."
Scully: "Talvez se chover sacos de dormir você dê sorte." -  mulder não esperava essa resposta

A scully realmente não sabe cantar, ela deve continuar com o bisturi para não morrer de fome... Acho que ela só sabe essa musica porque quatro anos depois ela canta isso para o william ou talvez esse seja o hino oficial da família mulder & scully. [/Tessa]

[Yayá] Nesse episódio tem um dos meus momentos fofinhos preferidos: Scully abraçando Mulder e cantando "Jeremias was a bull frog...".

Lembro que na época da Fox, gravei esse episódio e voltei essa cena tantas vezes, mas tantas vezes que a fita deu pane e não quis mais funcionar nessa parte. Ainda bem que fazia "backup" de fitas VHS... rs

É o episódio de uma das maiores esnobadas desatenciosas do Mulder... afffff... ô homem parado! [/Yayá]

[Josi] Como não amar esse episódio? Ele é muito perfeito! Para todos os gostos! A história é muito bem bolada... um arquivo x de primeira, temos Mulder e Scully em sua melhor forma e ainda muitas cenas shippers.

Na abertura do episódio, eles colocam dois caras na floresta fazendo [sei lá o nome daquilo] e um deles aparentemente gosta da natureza e tem pena de que estão destruindo-a (apesar de continuar ajudando isso. Mas poucos são os que podem ter o trabalho dos sonhos, não é?) e o outro não tá nem aí. O melhor é que ambos morrem. Amo essa forma de expor a realidade que Arquivo X tem. Querido, a natureza não quer saber de suas boas intenções.

Essa porcaria ainda me assustou... mesmo depois de todo esse tempo. kkkk (Ka me disse que ela pensou que esse daí era Peeta e agora eu não consigo parar de rir e jamais olharei esse episódio da mesma maneira! kkk)




Assim, eu entendo que o pai queria proteger o filho e tal... mas o garoto não estaria melhor protegido se o pai estivesse correndo junto a ele? Ou ao menos perto dele? Como ele sabia que a tal coisa não iria atrás do garoto?

Cortam para o carro onde vêm nossos agentes queridos presos junto com um par de agentes chatos pra burro. Sério. Que conversa é aquela?? Ugh. Minha filha, eu colocaria esse apontador na ponta de sua torre com a ajuda de uma escada, ok? Tá, eu sei... mas tentem usar isso de trabalho em grupo na vida real... sempre dá dor de cabeça. :P Tô com Mulder e não abro.

Não é engraçado como as pessoas gostam de pensar que Scully tem responsabilidade sobre Mulder? Estão sempre perguntando pra ela o que Mulder tá fazendo, o que tá pensando, por onde ele anda... rs

Entre rastros que não puderam dizer se são de homem ou animal e torres de móveis, eu não posso culpar Mulder por ele ter preferido ficar ali.

A agente florestal tava sendo tão legal dando todas aquelas informações a Mulder que eu tava até surpresa... até que Mulder dá a entender que vai ficar por lá pra ajudar, daí ela entra no modo "policial estereotipada" e recusa a ajuda. rs

Mulder tá mais do que certo em dizer que eles têm uma comunicação telepática. Esses fofos se conhecem como a ninguém mais. *.*





Posso não comentar sobre Mulder sair pra ir visitar a família naquela hora da noite deixando a Scully com cara de tacho e sem ao menos provar da bebida que ela trouxe? Tks.

"O homem invisível era invisível". kkkkkkkk Isso tudo apenas para dizer que o menino viu olhos vermelhos também. Mulder realmente tem que aprender a dar todas as informações a Scully.

Mulder diz que era escoteiro... mas vocês imaginam como ele devia dar trabalho? Metendo sempre o dedo onde não devia e achando tudo nojento... own...

E a referência a João e Maria quando eles estão entrando na floresta? Ela deixando as pedrinhas brancas e claro que as criaturas estavam as recolhendo...





Foi fofo como eles caíram fácil no lance de dividir para conquistar. E ninguém pensou que eles se dividirem era inútil já que eles tinham apenas um daqueles aparelhos... :P

Pior que o carinha tava certo. Eles obviamente não tinham condições de se protegerem contra aquelas criaturas. O melhor no momento era buscar mais pessoas. Ainda bem que Scully teve mais cabeça que Mulder e é muito cute que ele estava firme em ficar e ir atrás de Michelle, mas quando Scully fala, ele ouve. ownn... "eu sabia que se eu estivesse errado, você me faria mudar de ideia"

Mulder e o carinha não estavam se bicando. Definitivamente. kkkkkk

Bonita é a forma como as criaturas estavam os caçando de forma tão inteligente. Usando as próprias técnicas humanas (desde que eles foram humanos um dia) contra eles. Só aparecendo para fazê-los ir exatamente onde eles queriam que fossem.

Não, Jeff. Não é uma boa ideia, mas Mulder já foi, então apenas dê as coordenadas, ok?

Ok... daí a pessoa sai de perto das outras que estão armadas pra sair correndo no meio da floresta sozinho. Muito inteligente.

"O que quer que isso seja é mais inteligente do que nós. Ao menos aqui"- Sim, Mulder... por isso que vocês deveriam ter entrado na mata com muito mais pessoas e recursos.

Talvez Mulder realmente estivesse interessado no calor do corpo da Scully... por isso que ele tava torcendo contra o sucesso dela em acender uma fogueira. rs Mas o pobre tava tremendo, tadinho...




Bom, eu estou com Mulder. Também não acho que a natureza ligue se vivemos ou morremos. Uma espécie como um todo, talvez. Mas uma criatura apenas? Sem chances.

"Um de nós tem que ficar acordado, Scully"
"Você dorme, Mulder"
"Se ficar cansada, me acorde"
"Não vou ficar cansada"

Mulder, ela é médica e cientista... a moça tá acostumada a não dormir.

"O que estão fazendo aí embaixo?" - Aposto que Mulder pensou em algumas respostas malcriadas antes de lembrar que era melhor não insultar quem vem ajudar. rs





"Ad noctum: Para a escuridão" - Segundo Mulder, os conquistadores escreviam aquilo nos lugares onde eles castigavam os nativos, como aviso. O pessoal era realmente primitivo. Se bem que ainda usamos isso hoje em dia, não é? "Ele tem que apanhar pra aprender! E daí serve de exemplo pros outros". Eca. Nossa sociedade se diz tão evoluída quando ainda usa desses tipos de métodos para se proteger...

"Então, nesse caso, eles viriam atrás de todos nós"... E Mulder imediatamente se preocupa onde se meteu a Scully. Esse episódio é um prato cheio para quem é shiper. Fato.

É muito cute que a Scully vai para lá para arrumar as coisas dos dois. Eles são tão confortáveis um com o outro, que tá ok para ela ir lá e arrumar as coisas de Mulder também. ownn...

Mas eu tava prestando atenção agora... E... talvez eles não estavam compartilhando realmente um quarto? Porque Scully entra num dos quartos com uma mala já pronta na mão. A real impressão que dá é que ela vem de outro quarto com ela, porque não há razão para ela entrar no quarto que ela vai arrumar as coisas com uma mala na mão. Pois as malas já estariam lá. Outra que quando Mulder vai procurá-la, ele bate no quarto ao lado. Antes eu pensava que ele tinha esquecido o número do quarto por causa da preocupação, hoje eu vejo que isso não tem lógica. Bom, pelo menos EU pensava que eles tinham pego apenas um quarto por causa do que Scully fala com ele quando ela vem com o vinho e queijo, não sei se apenas eu pensava assim. rs

Mulder todo preocupado enquanto a Scully não tinha ideia do por que...






E o episódio termina com um dos homens mariposa debaixo na cama... Monstros debaixo da cama e no armário é tão clássico, não é? Legal eles usarem isso no episódio. Mas eu fiquei triste por ele. Antes ele tinha um companheiro. Agora está só. Eu fiquei pensando se ele ficou com Jeff porque ele pretende transformá-lo em um homem mariposa também ou se cada um deles tinham um lugar só dele para esconder os corpos... mas acho que a primeira opção é mais plausível? Plausível dentro do mundo de AX, claro. [/Josi]

Quotes:

Scully: Você já pensou seriamente em morrer?
Mulder: Sim, uma vez quando eu estava no "Ice Capades".
Scully: Quando eu estava lutando contra o meu câncer, eu estava zangada com a injustiça daquilo e de sua falta de significado. E então eu entendi que aquela era a luta... dar significado àquilo. Dar sentido ao que estava acontecendo. É como a vida.

Mulder: Eu acho que a natureza é extremamente indiferente a se nós vivemos ou morremos. Quer dizer, se você tiver sorte, você vive 75 anos. Se você tiver realmente muita sorte, você vive 80 anos. Se você for extraordinariamente sortudo, você vive 50 desses anos com uma cabeleira decente.

Scully: Acho que é como em Las Vegas. A casa sempre ganha.










Outras Imagens de Detour:


O doce sabor da liberdade...

"Ele realmente não toma jeito... (E isso é tão adorável)"

FESTA!

Sem festa... :(

own...

Só pela foto, você consegue sentir o alívio dele ao ver Scully sã e salva.

11 comentários:

Elizabeth disse...

Quem merecia uma surra nesse ep era o Mulder! Como é que o cara troca uma ruiva animadinha+duas taças de vinho+uma cama pra dois por sabe lá o que no meio do mato e à noite? Sorte daquela mãe e o filho que a falta de noção do Mulder os salvou daquela criatura. A cena do bicho procurando o moleque dentro de casa capricha no suspense, os olhos vermelhos da coisa são tensos, assim como os efeitos especiais que simulam a camuflagem dele no ambiente, como o fazem as mariposas e muitos outros animais. Tão bonitinho que M&S acabam dormindo juntos sim, mas de uma maneira bem spooky, perdidos na floresta, no escuro, vigiados pelo monstro e com Mulder ferido, tadinho (acho que nem se chovessem os tais sacos, a coisa iria evoluir rsrs). Sacanagem a dubladora da Scully cantar daquele jeito na versão dublada, pois a Gillian não canta tãaaaaaao mal, eu acho até bonitinho pô! Enfim, um ep muito legal, com suspense, aventura e a cumplicidade muito cute da dupla, melhor do que qq cena de sexo dessas que se vê em novelas... Bj Josi e colaboradoras, parabéns pelo post, ficou muito legal!!!

Anônimo disse...

episódio mto bom msm. só fiquei pasmo com o mulder, mas de qm estamos falando, só ele trocaria scully por um monstro da floresta

danimm13 disse...

Eu simplesmente adoro esse episódio!! A cena deles no carro com aquele casal de chatos é hilária. Quem nunca passou por isso? Muito bom! Nessa temporada eu os percebo mais saidinhos um com o outro, embora, meu Deus, Mulder é realmente muito devagar. As vezes eu fico pensando que ele só conseguiu se libertar para viver um amor de verdade com Scully, embora ele já a amasse, depois de descobrir o que houve com Samantha.

Quando vi a primeira vez também achei que eles tinham pegado um quarto só, mas depois vendo com calma fica claro que cada um pegou um quarto. Eles são obrigados a ficar no mesmo quarto em The rain king, porque a vaca caiu no quarto de Mulder. Esse episódio também é uma delícia.

Sabe que eu não tinha percebido o quanto a trilha sonora do episódio é boa. Aquela música do corre corre na floresta ficou muito bem colocada ali.

O seu post ta incrível, muito bom mesmo! Divertido e interessante como o Arquivo x. Parabéns. Adoro!

Fê Monteiro disse...

Ebaaa!!! Amodoro esse episódio, um dos meus preferidos!
Por muito tempo confesso que tive medinho de andar pela casa de noite com as luzes apagadas, sem falar em imaginar o que encontrar debaixo da cama ^^...
E não tem como não lembrar do Predador...os efeitos para mostrá-los em ação na floresta e o lance da visão térmica (por parte do Predador no filme e por parte do aparelho do Jeff em AX)...enfim, sempre me passou essa conexão.
Agora...Peeta? kkkkkkkk...ri demais, eu também nunca mais vou assistir sem lembrar disso >_<
A cena do casal na floresta, um brinde à parte né, poderia ter sido um pouco menos desajeitada...mas então não seria M&S...
Enfim...ótimos comments sobre esse episódio galera! Essa temporada promete, não demorem muito para os próximos ou terei siricuticos ^^ rsrs...Beijoxxxxxx

Anônimo disse...

Um dos meus episódios favoritos*-* o blog de vcs esta cada vez melhor... espero pelo próximo episodio.


Bianca Scully

Anônimo disse...

vc n vai continuar nao?

Josilene disse...

Primeiro... olá, anon apressado! Vc deve ser novo aqui. rs Bem-vindo e valeu pela animação! Estaremos com episódio novo em breve! ;)

Eita, Elizabeth... eu nunca tinha parado pra pensar que eles tinham sim dormido juntos. kkkkk maldade do CC. Qto a voz da GA... acho que no original ela canta ruinzinho mesmo, não? Creio que ouvi uma vez a GA dizendo que cantou mal de propósito.

Obg pelos comentários, gente. Postarei PMP daqui a alguns dias. :)

Beijos!

Alan Barish disse...

Leio sempre esse blog. adoro. Quase sempre após algum episódio eu corro pra ele pra ver as opiniões, ver se deixei passar algo.

Esse episódio é perfeito. tem os monstros da semana, tem humor, tem o flerte discreto da Scully e o Mulder pra variar pisando na bola no quarto... o carinho dela quando abraçando ele na floresta... tem ele correndo pra salva-la quando imagina que pode haver um homem mariposa atrás dela... muita coisa legal

Anônimo disse...

Amei o episodio, Obrigadaaa pelas postagensss, são as melhoress

nice disse...

Coisa mais fofa esse Mulder com frio, que mulher não ia querer aquece-lo?Vejo e revejo toda a série, acho que quando ficar velhinha, vai ser o meu lazer, rever meus AX

Josilene disse...

Oi, Alan! Pois qdo vc vier aqui, nos conte suas impressões tb! :D

Ai, nice... eu tb amo ver e rever ax... :D

anon fofo! tks!

beijos, pessoas!