sábado, 18 de outubro de 2008

01x00 - Pilot (Piloto)

Escritor: Chris Carter
Diretor: Robert Mandel
Quando foi ao ar: US: 10.09.1993

Elenco:
Special Agent Dana Scully · Gillian Anderson
Special Agent Fox Mulder · David Duchovny

Elenco convidado:
Patrolman · Doug Abrahams
Billy Miles · Zachary Ansley
Orderly · Alexandra Berlin
Truck Driver · JB Bivens
Third Man · Ken Camroux
Section Chief Scott Blevins · Charles Cioffi
Smoking Man · William B Davis
Dr Jay Nemman · Cliff DeYoung
Receptionist · Lesley Ewen
Peggy O'Dell · Katya Gardner
Dr Heitz Werber · Jim Jansen
Theresa Nemman · Sarah Koskoff
Coroner Truitt · Stephen E Miller
Assitant Coroner · Ric Reid
Detective Miles · Leon Russom
Dr Glass · Malcolm Stewart


Resumo: A agente especial Dana Scully é designada para trabalhar com Fox Mulder, instruída para dar um contraponto científico às suas teorias esquisitas. Eles investigam a morte de jovens no estado de Oregon, sendo que todos se formaram na mesma escola e no mesmo ano. O hotel dos dois agentes é incendiado logo após encontrarem evidências de abdução alienígena, destruindo-se as provas. Scully consegue salvar um implante (supostamente alienígena) encontrado em uma das vítimas, mas ele é tomado por seus superiores e escondido num armazém do Pentágono. Primeira aparição do Canceroso.






COMENTÁRIOS:

[Kaline] É quando conhecemos a história de Mulder... o caso da irmã, como ele foi parar no FBI, as suas teorias de conspiração e o fato de ele saber que existem pessoas poderosas querendo cobrir tudo o que ele tenta descobrir... Descobrimos que ele realmente acredita no que está falando e que, através do que foi mostrado no episódio, ele está certo. Percebemos como ele é solitário, como essa busca o deixou com a reputação de "spooky" e como ele é paranóico (com toda a razão), quando ele fala: "Não tem ninguém aqui a não ser os menos procurados pelo FBI" e "tive a impressão que você foi mandada para me espionar". E mostra como ele analisa as pessoas que cruzarão e/ou cruzam seu caminho, ao começar a falar sobre ela para ela!... Isso é Mulder!"

É quando conhecemos Scully...
sua crença até o momento inabalável na ciência, a sua relutância em acreditar em algo que não foi comprovado cientificamente, mas que, pelo que ela viu sabe lá no fundo que é verdade. É quando percebemos também o caráter dela, como quando eles dizem na introdução no episódio que ela foi mandada para o porão para espionar Mulder... mas sua personalidade, seu caráter e o respeito à ele e ao trabalho a impede de satisfazer a vontade daqueles homens... passando, a partir daí a sempre sair pela tangente, apesar de não conseguir afirmar que acredita nas teorias deseu parceiro... talvez por medo da reputação, talvez por ter medo de acreditar...

Conhecemos o Canceroso!! Quem diria, no começo do episódio, que aquele homem ali no canto, quieto, apenas fumando seu cigarrinho seria uma peça fundamental na trama da série?! E depois aparece ele, guardando a evidência de Scully entre várias outras... no Pentágono!!Logo nesse episódio dá pra perceber a relação especial entre M e S...e logo nesse epi dá para perceber que a série não será como as outras... [/Kaline]

Episódio fantástico, como todo excer sou suspeito para falar do Piloto. O episódio começa com uma premissa interessantíssima: "Baseado em fatos reais", uma garota corre pela floresta e alguém ou algo aparece com uma forte luz e aparentemente a leva embora. Depois vemos a garota morta no chão, já é dia. Somos então apresentados à nova agente do FBI, Dana Scully, designada para invalidar o trabalho do "Estranho Mulder". O encontro dos dois é cheio de sarcasmo e desconfiança, afinal Scully foi, como disse Mulder, posta para espioná-lo nos Arquivos-X. Canceroso, o grande vilão da série, aparece totalmente calado e primeiro que Mulder (!). No final, depois de tudo resolvido (ou não), vemos que Canceroso está ali para supervisionar o trabalho dos agentes e ocultar provas... intenções nada amigáveis!!! [Fagner]

[Star] Além da cena do mosquito - que é clássica - gosto da última cena, quando ele liga para ela porque não consegue dormir e ela depois de atendê-lo faz aquela expressão: "tô ferrada... gostei desse doido, meu Deus...."

Se fosse qualquer outra dupla, poderia ter sido meio forçado o carinha contar para a "parceira" na sua primeira investigação um fato tão importante da sua vida, mas a química da Gillian e do David foi tão forte, que me pareceu natural eles ficarem conversando no quarto e o Mulder contar algo tão íntimo para ela.

Uma vez fiquei pensando o que teria acontecido se eles não tivessem se encontrado no porão do FBI... ficava pensando como seria a vida da Scully sem Mulder.... do Mulder sem a Scully. Que tipos de sofrimentos teriam evitado, que tipos de alegrias nunca teriam... Enfim.... coisa de excer-shipper em profunda tristeza entre uma temporada e outra.... Uma vez pensei tanto.. que até fiz uma fic sobre isso. Sobre como seria a vida deles sem o Piloto... e nem assim consegui separá-los... nem assim consegui tirar um da vida do outro... e isso .. diz muito.. muito...

Lembro da Gillian comentando nos bastidores da oitava (ou sétima) temporada o quanto ela falava de forma estridente no primeiro episódio (ela está falando especificamente da cena da chuva)... Mas é interessante observarmos as mudanças, a Gillian depois usa um tom mais baixo e sério para a Scully... fica mais introspectiva e dificilmente algo vai lhe provocar o mais leve sorriso. [/Star]

Um dos melhores episódios de AX. Qual série pode dizer que tem no Piloto um episódio excelente? Só AX mesmo... Mostra os nossos queridos agentes se conhecendo e, segundo Chris Carter, "voaram faíscas" entre os atores principais. E, claro, que estas faíscas nos mantiveram presos à história da busca desses dois até hj... [Josi]

[Yayá] Logo no começo, quando a Scully entra no escritório...antes disso, começa uma música de fundo...santo Mark Snow!!!! Só essa música já me dá arrepios, porque sei que alguns instantes depois, ai,ai... alguns instantes depois....Aaaaaaaaaaaaaaai!!!Eles se conhecem...

Amo quando o Mulder corre na chuva gritando "yes", por causa da perda de tempo....
E quando a Scully desce as escadas do hospital,brigando com o Mulder porque ele já tinha noção que a Pegg também tinha as marcas. Fofo!! Bem Scully mesmo....rsrsrsrs....
E a cena do hotel eu acho tão interessante, porque eles mal se conhecem, mas ela sente que, talvez pode confiar nele e vai logo atrás dele para mostrar as marcas de mosquito...e a conversa depois marcou...simplesmente marcou!!!

Eles são muito reais ... a gente vê o progresso... no início Mulder estava só aprendendo... depois ele vai ficando mais sombrio... e, como nós, tem altos e baixos, como na quinta temporada que deixa de acreditar em tudo que acreditava. No início, no piloto, há quase uma "ingenuidade" na busca dele, depois ele vai se armando ao ver aonde está pisando. E Scully, tão centrada, contribui no amadurecimento dele. Antes era ele e sua busca e sua fé no sobrenatural, com Scully, ele passa a ter método, corroboração científica, o que o faz quase imbatível, e por isso ameaçador para seus inimigos no governo. [/Yayá]


[Cleide] O que dizer gente? É sempre um clássico...Adoro o primeiro debate de Mulder e Scully, sabe o que acho mais legal, apesar de terem visões de mundo totalmente diferentes, eles são respeitosos e amigáveis desde o primeiro dia.

Adoro quando Scully entra no porão, e Mulder então se vira pra ela (lindo!), e pensando na história toda, até "I Want to Believe", viajei na idéia de como deve ser o primeiro olhar nos olhos do amor da vida da gente? Coisa de doido né? Será que eles podiam imaginar o vínculo que teriam naquele minuto?

Gosto muito também da honestidade da Scully, a sua tão famosa integridade, que não escondeu um minuto sequer que teria que fazer um relatório sobre a investigação, e a transparência de Mulder que a levou junto todo tempo, e quando ela se empolgou com a possibilidade de Billy Milles (que era um vegetal) ter saído andando pela floresta, ele contemporizou dizendo que ela não poderia relatar aquilo sem provas.

É muito legal ver como eles se afinaram desde o início, e como suas aptidões eram complementares, e eles se tratavam como iguais, sem sexismo, sem competição...
Ah, só uma curiosidade, fiquei reparando os cenários do FBI, como o seriado ainda não estava sendo produzido, os corredores eram bem menos caprichados do que depois vemos na série, o quarto da Scully também, não mostram detalhes, só a cama e o relógio, assim é o figurino, reparem que eles repetem o blazer e trocam a calça, no caso da Scully a saia... rs [/Cleide]

[Nay]
* nunca compreendi totalmente a obsessão do Mulder pela irmã... não tenho irmãos, deve ser por isso...
* a cena do motel é A CENA sexy....Mulder com MINHA camisa cinza e Scully de roupão vermelho...
* a ligação no meio da noite - de fato, o namorado da Scully era dispensável...
* a relação de Mulder e Scully me lembra uma música do KID ABELHA que diz "depois de vc , os outros são os outros e só..." ai ai
* ainda bem que a série emplacou e o guarda roupa melhorou...ainda bem que pintaram o cabelo dela...e cortaram...
* "Quem é? Steven Spielberg!" Eu já disse que AMO as piadinhas de Mulder? AMO...
* Só Mulder ficaria calmo numa turbulência...* a cena dos dois na frente da lanchonete depois que o pai leva Teresa mostra que Gillian realmente é baixinha...rsrsrssr
* a primeira autópsia a gente nunca esquece....o que era aquilo? Mulder, saltitando com a câmera na frente de Scully!
* gente...assim...Gillian não conhecia creme antifrizz?! Aff
[/Nay]


QUOTES:

Mulder: Talvez você possa explicar porque é política do bureau categorizar estes casos como "fenômenos inexplicáveis" e ignorá-los. (sussurrando) Você acredita na existência de extraterrestres?




SCULLY: Logicamente, eu teria que dizer "não". Dadas as distâncias a ser percorridas de tão longe no espaço, a energia requerida ultrapassaria a capacidade das espaçonaves...





MULDER: Sabedoria convencional. (...) Agora, quando o senso comum e a ciência não nos oferece respostas, nós não devemos nos voltar para o fantástico como algo plausível?





SCULLY: (...) O que eu acho fantástico é qualquer noção de que há respostas além do escopo da ciência. As respostas estão lá. Você só deve saber onde procurar.





MULDER: É por isso que colocaram o "I" em "FBI"...








Outras imagens do Piloto:


"O velho Cança"


"I Want to believe"


"O primeiro encontro"

"Mulder testando a nova parceira"



"Primeira autópsia"


"Primeiro contato imediato"


"Mordidas de mosquito?"

"A conversa no quarto dele"


"Discutindo na chuva"

"Olhando-se através do vidro da sala de interrogatório"

17 comentários:

Kaline Vieira disse...

Own!
Ficou lindo esse review do piloto! Que emoção! rsrsrs...
Amei... Muito legal colocar o comentário de pessoas com ponto de vistas diferentes, comentando sobre cenas diferentes... ficou ótimo! E as imagens... maravilhosas!
Até hoje ainda fico com cara de abestalhada na cena quase final, quando Scully e Mulder ficam se encarando através do vidro... AMO!
E até hoje fico gritando feito uma criança junto com Mulder no primeiro contato imediato, quando ele sai do carro gritando pq perdeu 9 minutos! kkkkkkk AMO essa cena!
Own... Piloto... sempre é emocionante vê-lo, não importa quantas vezes vc já viu antes. O primeiro encontro, o primeiro caso, o primeiro contato com esse mundo...
Mais uma vez obrigada por esse blog!
Está cada vez mais maravilhoso!
E como alguém já comentou aqui... Nada como esse blog para uma pessoa realmente conhecer Arquivo X, começar a assistir e virar excer!
beijos!

Kuase disse...

Gente eu realmente adoro vocês, e seus comentários sobre o pilo, o que posso dizer fiquei foi com vontade de desligar o monitor e ir assistir ele de novo, valeu povo e contineum assim, e vou assinar para descobrirem que sou eu.


Bruno Raphael

Ariana disse...

Poxa, ontem mesmo eu tava vendo o Piloto! É um episódio que sempre me deixa emotiva (num momento em que não tô precisando de muito pra ficar, assim como muitas de nós ultimamente...).
Me emociona especialmente a cena do quarto, os dois conversando, quando o Mulder conta à Scully sobre a abdução da Samantha. Tão íntimos... mesmo tendo acabado de se conhecer, mas ele já confia nela. Ó, só de lembrar já fico lacrimejando! rsrs

Raffa disse...

Putz...muito bom, gente!!!
Cena inesquecível mesmo pra mim nesse piloto é a cena em q ele resolvem o caso na chuva...Scully fica tão empolgada...Acho q é ali q eles realmente percebem o quanto importante foi esse encontro deles e q coisas maravilhosas poderiam sair dali.
O q a Yayá disse sobre o que acada um acrescentou ao outro foi perfeito!

XFILES disse...

Kuase (ou Bruno)... estávamos mesmo tentando descobrir quem era vc....

pessoal...a idéia desse blog é essa, deixar guardados os comentários que fazemos sobre cada episódio de XF...
IWTB nos proporcionou, além do reencontro com Mulder e Scully, o reencontro entre excers... e isso diz muito, muito mesmo :)

Star

Kuase disse...

é imaginei que isso acorreria, mas só pensei em por uma assinatura no final depois que vi o comentário da Josi assinado, essa conta já esava criada a algum tempo e foi por alguma coisa relacionada a um grupo de amigos meus em que atendo pela alcunha de Quase Nada, Kuase para os intímos.

Iandra disse...

Piloto é o Episódio! Incrível como eles mal se conhecem e na cena do hospital quando Scully olha os pés de Billy Miles ela se comunica com Mulder pelo olhar (como a gente conhece) rsrsrsrsrs Essa cena é muito Mulder e Scully!

Josilene disse...

É mesmo, Iandra... desde o começo que eles tinham essa conexão... Puxa, fiquei emocionada, agora...

Atrodeon disse...

Mais uma vez Parabéns pelo Blog...
Modéstia parte, achei de muito bom grado sua criação. Sou fã de carteirinha de Arquivo X e sempre me delicio ao ver tudo o que é relacionado a esta incrível série que tanto me conquistou. Nunca pensei em encontrar amantes desta série no mesmo nível que o meu e fico feliz em achar isso tudo por aqui... Parabéns!!!

Cleide disse...

Atrodeon,
Que bom que você gostou... vamos continuar tecendo nossos comentários por aqui!
Você é bem vindo!
Bjs!

Paula disse...

Descobrindo o blog depois de ter comprado o box das 9 temporadas e estar mergulhada de novo no mundo do Arquivo X... Muito legal ver os episódios e vir aqui ler os posts!


Ah, Star, vc disse que tem uma fic sobre eles não terem se conhecido no porão do FBI, qual o nome dela e onde foi postada. Tb é uma curiosidade da minha mente shipper rsrs

janaX disse...

Well,fico um pouco envergonhada ao descrever o que senti quando assisti ao piloto.Eu conheci Ax em 1995 primeiro lendo algumas críticas (já positivas) em alguns jornais e revistas e depois olhando alguns eps (eu na verdade sempre achei que tinha visto na Globo mais parece que foi na Record que passava) só que vi tudo fora de contexto e então fui assistir ao Piloto em 2002 quando assinei a Sky e passava na Fox,passavam a primeira,a segunda ea terceira temporadas todos os dias as 19:00hrs e reprises a 01:00 da manhã!Então eu olhei eles fora de ordem e lá pelas tantas passa o tal de Piloto(Momento Vergonha:eu não entendia porque o nome do ep era esse...KKKKKKKKKK Santa Ingenuidade!)e a Scully entra no quarto do Mulder e...como é que é?!Fica quase pelada!!!!Surtei geral...e ele só ri e comenta as picadas de mosquitos???!!!Surtei mais ainda!!!Só depois de algum tempo(e uma quase internacão no hospício...brincadeirinha de mal gosto,sorry.)é que consegui colocar tudo no seu devido lugar e ai sim entendi tudo(ou quase...)O Piloto nos apresenta muito bem os nossos personagens favoritos e nos dá uma tônica do que a Série nos apresentará por suas 9 temporadas.Vocês descrevem tão bem M&S nesse post que eu acho que nem CC(o Throll) conseguiria expressar tão bem o que esperar desses dois.Sabe eu acho que eu vi as faíscas no primeiro encontro!!!AMO o Piloto(agora devidamente entendido),AMO a carinha de Bebes dos dois,até o Canca ta com carinha de baby(Chuck,porém baby!)e gente o que é aquele olhar que os dois trocam no final do ep?!Sem palavras só pode ser amor!Amei o post,beijão!Até...

Josilene disse...

*mil anos depois* Obg, Paula. :) Olha... não sei se a star ainda lê esses comentários... bom... será que essa fic é uma que ela postou aqui a algum tempo atrás: http://arquivoxepisodes.blogspot.com.br/2010/03/nao-estamos-mais-sozinhos.html ?

Sim, Jana... foi na Record sim... uma tortuuuura! Saber da hora e dia em que passaria o ep era uma tarefa semanal pq tava sempre mudando! kkkkkkkkkkkk E... bom... eu tb fui ver o piloto nem lembro qdo. kkkkkkkkk Só lembro que foi amor a primeira vista e até hj é um de meus favoritos!!

ADRIANE disse...

Gente, eu reaprendi a ver arquivo x atravéz dos posts de vcs meninas, sorry, eu confesso, até então na verdade (por favor não riam) eu jamais tinha tido a visão mais coomplexa do relacionamento de M e S, eu assistia arquivo x somente pela aventura (é verdade gente) eu jamais percebi o relacionamento dos dois esquentando ( eu juro), nunquinha mesmo, eu estou revendo arquivo x agora e acompanhando de fato o crescer do envolvimento dos dois na série, é como se eu estivesse voltando a 1995 e ..........( quase chorei viu meninas ao ler o post a cerca do encontro dos dois, foi muito lindo, vcs são muito inteligentes e muito intuitivas) é lindo, maravilhosamente lindo, agora eu posso afirmar que estou me tornando uma verdadeira EX SHIPER de DD e GA. muito obrigada meninas, muito obrigada mesmo por vcs terem tido a idéia de fazer este blog, a todas vcs meu maior beijão, ammmmmmmmmmmo de montão.

Josilene disse...

Muito muito muito obrigada, Adriane! Vc que é muito fofa! :)

Elizabeth disse...

Ah, esse Piloto... que ep gostoso de se assistir. Realmente, a cena da Scully se atirando nos braços do Mulder só de lingerie já dava pinta de que um confiaria total e cegamente no outro. Não sei porque o CC dizia que os dois agentes deveriam ser apenas amigos (li outro dia que ele concebera a Scully inicialmente para ser a verdadeira Samantha, afe!). Nada ali indicava isso e em alguns eps adiante, que aquele entranho casal não iria ficar só na parceria profissional. Não me lembro de ter visto um programa em que um romance fugia tanto dos clichês, caprichando no minimalismo das cenas de olhares cúmplices, toques de mão e conversas ao telefone, tudo isso, muitas vezes, com alta voltagem erótica. Essa cena da Scully quase nua e abraçada ao Mulder ou aquela do quase beijo no filme FTF poderia terminar em um baita amasso entre os dois, mas não teria a mesma intensidade. O mérito de CC (talvez involuntário, diga-se) e sua turma de roteiristas junto com a contribuição luxuosa dos dois atores, foi mostrar que o amor, pelo menos na ficção, poderia ultrapassar as fronteiras de uma cama sem parecer ingênuo (desculpem o teor melífero desse coment, mas ando muito shipper mesmo hehehe).

Josilene disse...

acho que essa de scully ser samantha é boato... todas as coisas que aconteciam em AX eram muito bem bem trabalhadas... não tinha algo que vinha simplesmente do nada. Até a abdução da Scully, que foi uma necessidade da gravidez da Gillian foi bem colocada de forma a se adequar perfeitamente à história.
Eu aaacho que lá na sétima temp, eles poderiam ter mostrado um pouco mais do relacionamento deles. Mas de resto foi ok... e a demora foi bem justificada tb.
Gente... eu to defendendo demais, não, né? kkkkkkkkkkn Bom... err... Beijos!