terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

04x12 - Leonard Betts (O Homem Câncer)

Direção: Kim Manners
Roteiro: Vince Gilligan, John Shiban & Frank Spotnitz

Resumo: Mulder e Scully se deparam com um ser que pode representar um marco evolucionário entre o que o homem é hoje e o que poderia se tornar. Muitos mistérios sobre a identidade e sobre os motivos dos crimes praticados por ele vão levar os dois agentes a surpreendentes conclusões e começará a traçar um importante marco no arco histórico da personagem Scully. Fonte do resumo*.



Comentários:

[Starbuck] Episódio perfeito! História fantástica! Nossa... Eu adoro todos os episódios da vertente "câncer" de XF...

- A cena inicial que já mostra quem e o que é Leonard Betts é antológica. Os roteiristas sintetizaram de forma brilhante como ia ser o episódio e o que teríamos pela frente.

- Adoro a discussão inicial do Mulder e da Scully sobre a perspectiva de ter um homem sem cabeça andando por aí. O Mulder coloca isso de forma implícita sem sentir o mínimo de vergonha...

- Quando a cabeça se move... Me lembrei de Galileu - E pur si muove. rs rs





- E ela tendo que admitir ao Mulder que não fez a autópsia porque a cabeça se mexeu?





- E a cara de felizinho dele quando ela "meio" que admitiu?





- A mãe do Leonard Betts também teve uma atuação ótima, quando ela diz que é mãe e por isso deve prover... nossa... me lembrei da mãe.peackock... enfim, comovente esse "amor de mãe" em XF...

- A cena em que o DAVID não aguenta e fica com um sorriso na face depois da piadinha infame sobre a cabeça do Betts servir, no mínimo, como peso de papéis.
- tadinha da Gillian tendo que se segurar, pois sabemos como ela é e vimos como eles brincaram com essa cabeça nos bloopers da quarta temporada...

- Tem também uma demonstração dos poderes da Scully-FU... demais a cena em que ela briga com o Betts... pena que isso depois dela ouvir dele a frase fatal: "preciso de algo que você tem!" A música que passa no finalzinho, quando ela diz para o Mulder que quer ir para casa, é de partir o coração.

- Como assustar milhares de excers malucos no planeta?

Simples, coloca como premissa principal de um episódio o fato de um dos personagens ter a necessidade de se alimentar de câncer, descreva seu dia-a-dia e sua jornada em busca de alimento e... depois...permita que ele fique encantado por algo que há na nossa ruiva preferida... PRONTO... ELA tem câncer... o medo vive em nós, apesar de sabermos que ela não morrerá, mas... enfim.... se mesmo sabendo que ninguém morre em XF, que Mulder ama Scully e Scully ama Mulder, Yayá.perv, Tessa e outras acharam que em IWTB iriam separar nosso casal e podiam até matar a scully (vide crise da josi.diva quando achou que a scully estava soterrada na neve rs rs...)... é claro que a frase do Betts encarando a scully "você tem algo que eu preciso" iria nos deixar sem chão... e ... deixou.

- E deixei por último a imagem que depois ficou eternizada em TRUSTNONE.... "...encontrar seu oposto perfeito..."




EPISÓDIO P E R F E I T O... quando a gente acha que tudo já foi feito, eles criam um personagem como o Leonard, uma lagartixa super evoluída, movida a iodo e câncer, que tem uma mãe que o ama e trabalha num local propício para encher o bucho e continuar a vida... afinal, por que lutamos? o que nos move? por quem os sinos dobram (ops... isso é de um filme...)?...

INSTINTO DE SOBREVIVÊNCIA? DESEJO DE EXISTIR? Existir para quê? [/Starbuck]

[Josi] Nossa! Esse episódio é muito bizarro! Bizarro do tipo "Arquivo X". Acho que foi o primeiro episódio que realmente me impressionou em AX (eu comecei na quarta/terceira temporada - a record tava misturando... rsrs). Fora que a revelação no final de que a Scully estava com câncer é de deixar qualquer um muito emocionado...

Dá pena dos dois, sabe... de Mulder e Scully... porque eles começam o episódio tão fofinhos, tão sintonizados, cheios de pequenas paquerinhas e de repente BUM em cima da Scully... tadinha...

A primeira cena com o corpo decapitado certamente é horripilante... E pensar que aquilo é algo que realmente ocorre corriqueiramente em acidentes graves de trânsito só torna a coisa pior.

Aff... deixem de paquera! Vão trabalhar!




Mulder com cara de nojo...






Scully: Venha, Mulder... seus braços são maiores...





Confesse, Scully! Você queria mesmo era ficar num ambiente apertado com o narigudo!




Adoro quando a Scully se assusta com a cabeça e vai contar ao Mulder... Eu lembro de Revelations, onde acontece algo parecido... lá o cara não se mexe, mas exala aromas de flores.

Mais paquera... tsc tsc tsc... Ei... essa cabeça tá realmente viva. Olha como fecha os olhos e a boca pra não entrar nada dentro! o.O



-> Meu amigo Chuck!






Sabe... acho que seria melhor para Leonard se ele não matasse Michele. Pensa bem. Ela o veria, ele iria embora e ele saía da cidade e arrumaria outro emprego. Pronto. Continuaria feliz comendo os restos de cirurgias alheias (eca!!!!!!!!!!).

Leonard dá a luz a si mesmo. =/
Perturbador ou não?





Dois corpos de uma mesma pessoa... e agora, Scully? humm... gêmeos? Concordo... Ah, gente... vamos combinar que Scully é fofa de ficar ali de pé ouvindo Mulder. As evidências só mostram que havia mais de uma pessoa com o mesmo corpo. Não havia até aqui provas que era a mesma pessoa sendo regenerada!

O jeito como a mãe de Leonard fala "... to provide!" me arrepia. Essa mulher me dá mais medo que o próprio Betts!

Leonard, prestes a descobrir os poderes do Scully-fu!





Sabe... eu tenho os pensamentos mais estranhos quando vejo esses episódios agora. Enquanto antes eu chorava pela Scully ou pensava nos sentimentos dela, hoje eu sento, olho pra tela e penso: como ele pretendia tirar esse câncer dela? Ia abrir a cabeça dela como o faria como um coco? Ou ia ficar catando pelos olhos? O quê? Lembram de onde fica o câncer da Scully? Não seria uma coisa limpa não. Ugh!

Quando eu vi isso pela primeira vez e percebi o que aconteceria a Scully... Nossa! O pior é que eu assisti pela Record e eles não passaram Memento Mori... só vi este ano, então na época, não me marcou tanto porque poucos episódios depois, ela já estava curada.

Agora vamos nos focar apenas nos sentimentos da Scully e em nada mais. Imagina o que não se passava na cabeça dela... Não apenas suas crenças na ciência estão em cheque, mas ela ainda tem sérias dúvidas quanto a sua saúde física. Na temporada passada, ela foi apresentada a algumas mulheres que estavam morrendo de câncer e, segundo elas, Scully seria uma delas. E para derrubar quaisquer racionalizações que a Scully tenha feito quanto a esse assunto aparece esse tal de carinha que se alimenta de câncer a atacando com o prósito de roubar algo que ela tem.

E como se isso não fosse suficiente, ainda tem o golpe final...


[/Josi]

[Fagner] Este episódio é um dos melhores da quarta!!! Claro, a 4ª Temporada de Arquivo X é uma das melhores em consenso geral!

Aqui vemos um episódio forte, tenso e muito diferente!!!

O "monstro da semana" em questão tem a incrível capacidade de regenerar qualquer parte do seu corpo pois consegue identificar doenças de pacientes, principalmente cancerígenas e "rouba" os cânceres para si acelerando os processos celulares e recriando partes do corpo ou criando um corpo inteiro (algo que achei meio forçado).

A cena dele embaixo da água cheia de iodo, todo monstruoso, é de arrepiar!!! [/Fagner]

[Ariana] Como disse Spotnitz: “Primeiro, observamos que o câncer era uma das maiores ameaças da humanidade atualmente. Assim, um grande salto para a evolução seria alguém não apenas imune ao câncer, mas que se alimentava dele”. E eis o irmão perdido do Canceroso... Leonard Betts!

Betts é um dos monstros mais gentis de Arquivo X. Ele até chega a pedir desculpas às suas vítimas antes de tomar-lhes aquilo de que precisa! Realmente sente por isso, faz por questão de sobrevivência. A gente quase chega a sentir uma certa simpatia por ele.

- Mulder: “Bastante confortável. Quem pensaria em deixar um lugar assim?”





- Ohhh... quase tão fofinho quanto o porquinho…





- Adoro esta parte em que a Scully pede ao Mulder que a ajude a mexer nos restos do lixo médico. A cara de nojo que ele faz é impagável!



- Faz biquinho pra mim, faz... Fala peixinho! Rsrsrs...





Mulder: “Por outro lado, como podemos considerar evoluído um homem que anda com um Dodge Dart?
Scully: “Por que será que eu acho que Charles Darwin deve estar virando na sua cova neste instante?” (Ou querendo dar uma surra no Mulder.)

- Mulder sempre dando um jeito de pegar na Scully... E segura forte!





- Betts; “sinto muito, mas você tem uma coisa de que preciso”. (A frase que nos aterrorizou por uma longa semana sem fim)

- A cena preferida de 10 entre 10 marmanjos... Scully-Fu!!!!! Dá-lhe!


- Ai, que angústia!






- E o que realmente aterrorizou! Lembro do sofrimento daqueles tempos de sexta-feira na Record...




[/Ariana]


Quotes:

Mulder: Pra mim, com certeza, pareciam ombros.
Scully: Nem sei como explicar aquela foto, ou o que prova.
Mulder: E se ela provar que o Betts está vivo?
Scully: Mulder!

Mulder: Disse que ele estava tomado por câncer.O que é o câncer, senão células que crescem rápida e desordenadamente, normalmente causado por erro no DNA.
Scully: Não sei aonde quer chegar.
Mulder: Eu lhe digo. E se o câncer não foi causado por erro no DNA? E se o câncer não foi um fator destrutivo, mas o estado normal do ser?

Scully: Mesmo se fosse possível, ele foi decapitado.
Mulder: E se a força de vida deste homem, seu chi, ou como quiser chamá-lo, de algum modo reteve a fotocópia do próprio homem, orientando um crescimento rápido não como câncer, mas como regeneração?
Scully: Acha que o Leonard Betts regenerou a cabeça?

Mulder: O fluido que encontrei na banheira do Betts era um complexo de iodo. É muito usado por pesquisadores em répteis para auxiliar na regeneração. Nós sabemos que as salamandras regeneram órgãos inteiros.
Scully: Salamandras são uma coisa, mas nenhum mamífero tem esse poder de regeneração. Não há criatura que possa regenerar a cabeça.
Mulder: Minhocas. Corta um ao meio, crescem dois.
Scully: Mulder, são minhocas.
Mulder: Só estou dizendo que não é desconhecido.


Outras Imagens de Leonard Betts:

Leonard em mais um acidente de carro. Deve ser carma.

Não. Sério. Apenas olhe para a expressão de Mulder. Sem preço!

Fofo, né? Err... Engraçado é ele regenerar até uma cabeça nova, mas não os cabelos. hehehe

E a confirmação de que algo está muito errado com nossa Scully

* Infelizmente, o site citado não mais existe.

12 comentários:

Charles disse...

É.... Mulder deve ter se perguntado:" Que culpa eu tenho por meus braços serem maiores?", Episódio legal, começa como um filme de terror trash, depois tem humor e termina com um drama ( pra gente tava mais pra tragédia) mas já sabemos que terminou (terminou?) bem! Pra ser sincero, gosto de episódios onde não há ETs, rsrss.... no início era o contrário... mas é isso que fascina em Arquivo-X, há episódios para todos os gostos, e como de costume.... eXcelente post!!! &:) Charles ( Carlos El Kabongo)

Tássia disse...

Nossa, a primeira vez que eu assisti esse episódio fui achando bem marcante sem nem saber o que me aguardava no final! Quando chegou a parte chocante em que Betts deixa claro que Scully tem câncer eu fiquei em choque, sem reação mesmo! depois comecei a chorar na parte do carro!
A review ficou maravilhosa, como sempre! E agora, graças a Josi, vou ficar pensando em como diabos ele ia tirar o câncer da Scully! kkkkkkkkkkkkk.
Além de tudo isso, Mulder e Scully estão super hiper mega fofos nesse ep!*-*

PS: o amor materno em AX é algo a ser estudado! ahahahaha

janaX disse...

Só vocês pra me fazerem rir lembrando desse ep!A cara do Mulder revirando o lixo hospitalar...um sarro!As brincadeiras com aquela cabeca do Leonard arg!!!Eu realmente sofri muito nesse episódio,primeiro porque constatar o que acontecia ou o que iria acontecer com a Scully foi um baque muito forte pra mim.Câncer...fala sério gente é muito dificil passar por isso,e depois quando ela constata que não tem cura!Eu fiquei super apavorada na época(eu ganhei a quarta temp de natal do meu super maridão!)e cada novo ep que eu via eu ficava mais aflita por não ver uma saída para Scully e eu realmente não conseguia imaginar o que eles iriam inventar para que ela não morresse.Segundo eu tenho pavor de sangue,de hospitais,enfim de doencas, foi muito difícil assistir!Ah josi adorei a chamadinha nos dois para pararem com a paquera e se concentrarem no trabalho,IMPAGÁVEL!!!Vocês são d+!!!Posts dificeis nos esperam não é criancas?!Até...

A. Paula disse...

Gente do céu!
Confesso que há muitos episódios de AX que não vi ainda. Eu assistia pela Record e só comecei a ver mesmo no meio da 5ª temporada. Depois, a Record ficou reprisando apenas os epis que realmente falavam sobre a mitologia da série e eu nunca tinha visto Leonard Betts. Agora que tenho o Box (e estou vendo tudo desde o iniciozinho) pude apreciá-lo.

Tudo o que eu consigo imaginar é como deve ter sido chocante assistir a esse episódio na época de seu lançamento, antes de saber sobre o 'arco do câncer' da Scully. Amo a capacidade dos roteiristas de AX em nos surpreender. Um episódio simples, parecia um MOW e de repente - bah! - aquela informação que nos tira dos eixos.

Anônimo disse...

Devo admitir que esse episodio eu chorei com a Scully!
Qdo o Betts diz que tem algo eu dei um grito que minha mãe tomou um susto.
Caliana

Josilene disse...

Olá, pessoas lindas! Obrigada pelos comentários maravilhosos de vcs. Eu demoro a responder pq eu tenho probleminhas, mas eu amo cada um deles! ♥

"mas é isso que fascina em Arquivo-X, há episódios para todos os gostos" [2] FATO. E eu amo quase todos. rsrs

APaula! Vc tem que ver o restante! TODOS valem ao menos uma assistida! rsrs

Ai, gente... vou dizer... eu só fico com peninha nesse ep qdo chega no final... antes da Scully descobrir, eu morro de rir com eles brincando e fico julgando loucamente leonard e a motorista da ambulancia. rsrs Ô povo pra fazer besteira. :P

Beijos, amores! :)

Daiane disse...

Ahh, como eu amo Arquivo X!!
estou adorando o blog e posso dizer q o final desse episódio me dá calafrios, tudo sempre acontece com a Scully! Mesmo já sabendo tudo o q irá acontecer ainda sou afetada pelos acontecimentos, principalmente pq tem algumas coisas q não lembro bem (tudo culpa da Record q zoava com a nossa cara e vivia mudando o dia e horário sem avisar!

Josilene disse...

Ai, Daiane... hj eu tava vendo Elegia... já sabia bem td o que acontecia e ainda assim passava mal vendo a tristeza da scully... :|

Seja bem-vinda e obrigada, viu? :*

Elizabeth disse...

Estou rindo até agora com essa de abrir a cabeça da Scully como um coco ou o porquê do Leonard regenerar tudo, menos cabelo. Vcs são f*da!!! Difícil enumerar as coisas mais legais desse ep, mas acho um barato a cara de nojo do Mulder no depósito de restos humanos ou a constatação dos dois agentes sobre a alimentação básica do Leonard (argh!).

Josilene disse...

Eu não lembrava dessa dos cabelos mais... kkkkkkkkkkkkkkkk Leonard é muito incompetente. rs

Esse episódio parece com a forma que é usada geralmente em Supernatural (desculpem se eu to falando demais dessa série ultimamente... mas... novo vício, yaaay. pelo menos esse é mais ligado à ax. rs): Começa com vc morrendo de rir pra terminar com vc morrendo de chorar.

Elizabeth disse...

Pois é, graças ao ótimo humor dos seus textos, voltei a assistir AX, não como em loucas maratonas que fiz qdo comprei os dvds, mas revendo com calma e atenção cada ep, as cenas, os diálogos, o enredo e a atuação sinérgica de DD e GA, tão convincente que parecia que eles tinham um caso (será???), tamanha a intimidade entre eles em cena. Muitos eps, que achei pouco interessantes em meio a essas maratonas, revendo-os agora descubro novos e surpreendentes detalhes, além de viajar no tempo de volta á estética anos 90 (gente, qta mudança!!!). Depois corro pra cá pra ver o que foi escrito sobre o que vi e me arrisco, de vez em qdo, a opinar tb, embora fique envergonhada por não conseguir escrever com a mesma leveza e descontração que tanto gosto no blog. AX é mesmo ótima e vale cada centavo pago e cada minuto gasto com seus eps (mesmo os mais ruinzinhos, só pra meter o pau hehehe). Essa série é mais uma prova de que as coisas realmente bem feitas não envelhecem nem ficam datadas.

Josilene disse...

Obg mais uma vez, Elizabeth! Amo qdo vcs falam que o blog fez vcs verem alguns eps com mais carinho! *.*
Eu confesso que até a sétima temp, eu gosto de todos os eps em níveis diferentes... a partir da oitava tem uns que são...ugh... whatever...